Busca avançada
Ano de início
Entree

Química de superfície, morfologia do filme, comportamento eletroquímico local e resposta citotóxica da liga de magnésio AZ31B anodizada

Resumo

Este trabalho investiga o efeito da densidade de corrente sobre a química de superfície, morfologia do filme, resposta citotóxica e comportamento eletroquímico global e local da liga AZ31B anodizada em solução de 1.0 M NaOH + 0.5 M Na2SiO3. Três diferentes densidades de correntes, 5, 10 e 20 mA.cm-2 foram testadas. A morfologia da superfície e espessura das camadas anodizadas foram examinadas por microscopia eletrônica de varredura. Os estados químicos da superfície foram avaliados por espectroscopia de fotoelétrons excitados por raios X. A resistência à corrosão foi analisada em solução tamponada de fosfato (PBS) por meio de medidas de espectroscopia de impedância eletroquímica e polarização potenciodinâmica. O uso de técnicas de varredura por sonda com resolução físico-química, microscopia eletroquímica de varredura (SECM) e sonda Kelvin de varredura (SKP), permitiram identificar o melhor comportamento de corrosão da amostra anodizada com densidade de corrente de 20 mA.cm-2. Esses métodos em conjunto permitiram estabelecer que a densidade de corrente de anodização imposta à liga de magnésio teve um efeito significativo sobre a morfologia e composição das camadas superficiais, e produziu mudanças em seu comportamento eletroquímico. Ensaios de citotoxicidade in vitro usando o método MTS demostraram que a boa biocompatibilidade da liga de magnésio AZ31B não foi prejudicada pelas camadas formadas durante o tratamento de anodização. (AU)