Busca avançada
Ano de início
Entree

Decifrando biomarcadores imunológicos da infecção pelo HTLV e co-infecção pelo HIV/HTLV para melhorar o tratamento dos pacientes.

Processo: 20/05758-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2020 - 30 de novembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Convênio/Acordo: Université de Lyon (UDL)
Pesquisador responsável:Jorge Simão do Rosário Casseb
Beneficiário:Jorge Simão do Rosário Casseb
Pesq. responsável no exterior: Dutartre Hélène
Instituição no exterior: Universidad de Lleida (UdL), Espanha
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Coinfecção  HIV-1  Vírus linfotrópico T tipo 1 humano  Infectologia 

Resumo

O retrovírus oncogênico humano HTLV-1 infecta de 10 a 20 milhões em todo o mundo, com mais de 1 milhão de portadoras vivendo no Brasil [1]. Cinco a 10% dos indivíduos infectados desenvolvem uma doença associada ao HTLV-1: Leucemia de células T adultas (ATL), uma linfoproliferação agressiva de células T CD4 + de mau prognóstico (tempo médio de sobrevivência de 6 meses na forma aguda) ou HTLV- 1 associou Mielopatia (HAM), uma doença neurodegenerativa crônica. Vários mecanismos levam à progressão da doença associada ao HTLV-1, sendo o primeiro as propriedades oncogênicas das proteínas virais Tax e HBZ. (AU)