Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação das propriedades hidráulicas do solo e sua relação com a eficiência do uso de água agrícola em cenários do Brasil e da Nova Zelândia

Processo: 20/00528-9
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2021 - 28 de fevereiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Convênio/Acordo: Universities New Zealand, Te Pōkai Tara
Proposta de Mobilidade: SPRINT - Projetos de pesquisa - Mobilidade
Pesquisador responsável:Quirijn de Jong van Lier
Beneficiário:Quirijn de Jong van Lier
Pesq. responsável no exterior: Markus Pahlow
Instituição no exterior: University of Canterbury (UC), Nova Zelândia
Instituição Sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/20902-2 - Desenvolvimento e avaliação funcional de metodologias para a determinação laboratorial das propriedades hidráulicas do solo e sua relação com a disponibilidade de água para as plantas, AP.R
Assunto(s):Física do solo  Uso eficiente da água  Hidrologia  Água do solo  Manejo da irrigação  Cooperação técnica  Brasil  Nova Zelândia 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Hydrological Modelling | International cooperation | Soil Physics | water footprint | Física do Solo

Resumo

Esta proposta de cooperação entre equipes do Brasil e da Nova Zelândia baseia-se em um projeto de pesquisa apoiado pela Fapesp no Brasil (projeto 2018 / 20902-2) desde março de 2019, especificamente em seu segundo objetivo, que é interpretar as propriedades hidráulicas do solo no contexto dos limites de disponibilidade de água no solo. As propriedades hidráulicas do solo permitem quantificar condições hídricas características pela interpretação dos processos dinâmicos. A agricultura irrigada pode se beneficiar da melhor definição dessas condições para o manejo da irrigação, melhorando a eficiência no uso da água e reduzindo a pressão ambiental. A cooperação entre as equipes brasileira e neozelandesa ampliará o escopo e a aplicabilidade dos resultados de pesquisa já obtidos no Brasil, convergindo a expertise de ambos os lados. Cenários da Nova Zelândia serão adicionados aos do Brasil e simulados usando o modelo hidrológico SWAP. Os resultados serão analisados usando um novo foco, incluindo a análise de estratégias de economia de água e a avaliação da pegada hídrica. Para realizar simulações, dados de clima e do manejo agrícola serão avaliados usando as informações disponíveis localmente. As atividades incluem duas missões de pesquisa de ambos os lados, visando o desenvolvimento conjunto de cenários de modelagem, avaliação dos dados de entrada do modelo e discussão e publicação dos resultados. Também são planejados workshops específicos (mini-cursos) voltados para estudantes de ambos os lados, bem como visitas curtas a atividades agrícolas em ambos os países / regiões. As atividades de intercâmbio planejadas beneficiarão ambas as equipes, o projeto de pesquisa em andamento financiado pela FAPESP no Brasil e as atividades de pesquisa focadas pelo parceiro neozelandês. Além disso, contatos e oportunidades serão criados para alunos. Uma proposta de pesquisa conjunta subsequente será elaborada durante o período de execução sobre o tema eficiência do uso da água, disponibilidade de água e otimização da produção agrícola do ponto de vista ambiental, incluindo a avaliação das propriedades hidráulicas do solo, a melhoria da previsão do estresse hídrico e novas maneiras de avaliar a disponibilidade e escassez de água. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)