Busca avançada
Ano de início
Entree

Evolução tectono-estratigráfica de bacias intermontanas associadas a ambientes de antearco usando a Depressão Preandina do Chile nos Andes Centrais como estudo de caso

Processo: 19/13349-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2021 - 30 de abril de 2023
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Convênio/Acordo: Comisión Nacional de Investigación Científica y Tecnológica (CONICYT)
Pesquisador responsável:Mauricio Parra Amézquita
Beneficiário:Mauricio Parra Amézquita
Pesq. responsável no exterior: Fernando Martínez
Instituição no exterior: Universidad Católica del Norte, Antofagasta, Chile
Instituição-sede: Instituto de Energia e Ambiente (IEE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Geologia estrutural  Evolução tectônica  Geocronologia  Termocronologia  Bacias intramontanas  Andes  Chile 

Resumo

A arquitetura estrutural e evolução tectônica do oeste dos Andes Centrais permanecem em debate devido à ausência de informações geológicas chaves tais como estilos estruturais em subsuperfície e idades das unidades geológicas e da deformação tectônica. A compreensão apropriada destes elementos é crucial para avaliar a interação entre estrutura, mecanismos de crescimento e o tempo de deformação em qualquer cinturão orogênico. Os Andes Centrais no norte do Chile são um dos laboratórios naturais mais atrativos da América do Sul para analisar esta interação; isto devido á quantidade moderada de exumação e também a ocorrência de vulcanismo cenozoico, o qual fornece materiais datáveis nas bacias intermontanas. Em particular, a Depressão Pré-Andina e suas bacias intermontanas associadas, por possuir afloramentos excelentes e informações do sub-solo fornecidas pelas indústrias do petróleo, representam locais privilegiados para estudar os efeitos da deformação andina no oeste dos Andes Centrais. Este projeto científico busca promover a colaboração entre o grupo de tectônica da Universidade Católica do Norte - Chile e o grupo de geocronologia na Universidade de São Paulo - Brasil com o objetivo de obter uma melhor compreensão da estrutura e da evolução tectônica das bacias intermontanas que formam parte da Depressão Pré-Andina chilena ao longo das bacias do Salar de Punta Negras. Interpretações estruturais e geocronológicas prévias realizadas a partir de colaborações iniciais entre ambos os grupos (Chile-Brasil) permitiram propor a hipótese de que bacias intermontanas resultaram de inversões tectônicas de semi-grabéns mesozoicos ocorridas entre o Cretáceo Superior e o Paleoceno. Para testar esta hipótese um esquema de trabalho interdisciplinar será conduzido, o qual incluirá trabalho de campo, interpretações estruturais e sísmicas e datações radiométricas por U-Pb e métodos de termocronologia de baixa temperatura (traço de fissão e (U-Th)/He em apatitas e zircões). Esta iniciativa inclui a importante meta de formar recursos humanos a partir da participação de novos alunos de graduação e doutorado, o qual fortalecerão e expandirão nossa já estabelecida equipe cientifica. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)