Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistemática do clado Pachira Amazônico (Bombacoideae, Malvaceae) com ênfase nas espécies brasileiras

Processo: 19/27132-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2020 - 30 de novembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Taxonomia Vegetal
Pesquisador responsável:Marília Cristina Duarte
Beneficiário:Marília Cristina Duarte
Instituição-sede: Pró-Reitoria Acadêmica. Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Campus da Sede Mogi das Cruzes. Mogi das Cruzes , SP, Brasil
Pesq. associados:Alexandre Wagner Silva Hilsdorf ; Vania Nobuko Yoshikawa
Assunto(s):Marcador molecular  Taxonomia 

Resumo

Pachira Aubl. é o maior gênero de Bombacoideae, possuindo cerca de 55 espécies em todo o mundo e seu centro de distribuição se estende desde o sul da América do Norte até a América do Sul. O Clado Pachira Amazônico possui a maior riqueza dentro do gênero, com aproximadamente 45 espécies. No Brasil há cerca de 28 espécies do Clado Pachira Amazônico e são fracamente amostradas nas coleções de herbários. Quanto à sua filogenia, o Clado Pachira Amazônico pertence ao clado Pachira sensu lato, emergindo como grupo-irmão dos clados Pachira Extra-Amazônico e Eriotheca. A partir desta problemática, este trabalho tem por objetivo investigar as relações filogenéticas do Clado Pachira Amazônico utilizando um maior número de suas espécies na construção da árvore filogenética, uma vez que nenhum estudo focou neste gênero e apenas onze espécies deste clado foram utilizadas em filogenias; e averiguar se o Clado Pachira Extra-Amazônico pode ser um novo gênero ou se irá emergir dentro do Clado Amazônico, tornando Pachira monofilético. Para isso, serão empregados marcadores usuais em trabalhos filogenéticos de Bombacoideae (ITS e ETS, para DNA ribossômico e trnS-trnG para DNA plastidial) e se possível, encontrar novos marcadores para a família. Além disso, será feito o estudo taxonômico das espécies do Clado Pachira Amazônico a partir de coletas e materiais provenientes de herbários de referência para Bombacoideae e análises de biogeografia histórica, afim de entender os processos de origem e diversificação do gênero. (AU)