Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da liderança autêntica no clima de segurança do paciente no contexto da pandemia de COVID-19

Processo: 20/07905-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2021 - 31 de janeiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem
Pesquisador responsável:Andrea Bernardes
Beneficiário:Andrea Bernardes
Instituição-sede: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesq. associados: André Almeida de Moura ; Ariane Cristina Barboza Zanetti ; Carmen Silvia Gabriel ; Fernanda Ludmilla Rossi Rocha ; Greta G. Cummings
Assunto(s):Administração hospitalar  Pessoal de saúde  Liderança  Segurança do paciente  Pandemias  Infecções por Coronavirus  COVID-19  Coronavirus da síndrome respiratória aguda grave 2 

Resumo

Estilos mais flexíveis, autênticos e contemporâneos de liderança têm contribuído com a satisfação dos trabalhadores e pacientes, bem como com a redução de eventos adversos. Especialmente na situação atual, em que o mundo vive a epidemia da COVID-19, líderes autênticos são imprescindíveis, haja vista que têm potencial para conduzir a equipe para resultados positivos relacionados à segurança do paciente. Assim, este estudo objetiva analisar a relação entre a liderança do enfermeiro e o clima de segurança dos hospitais que atendem pacientes acometidos pelo COVID-19. Trata-se de estudo observacional, analítico, de corte transversal, a ser realizado em seis instituições públicas e privadas do Distrito Federal e do Estado de São Paulo que são referência para atendimento da COVID-19. A população será constituída por enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem que atuam nas unidades de clínica médica e terapia intensiva dessas instituições que responderão ao Authentic Leadership Questionnaire (ALQ), versão Rater, e o Safety Attitudes Questionnaire (SAQ). Para análise dos dados de caracterização dos sujeitos, será utilizada estatística descritiva. As variáveis numéricas serão analisadas com o teste t de student, para comparações de médias entre os grupos; e as variáveis categóricas com o teste qui-quadrado, para comparação de proporções entre os grupos. A relação entre clima de segurança e percepções de liderança autêntica será avaliada por meio de análise de regressão hierárquica. O projeto será submetido ao Comitê de Ética em Pesquisa da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - USP, a fim de que sejam cumpridas as exigências da Resolução 466/2012 do Conselho Nacional de Saúde. Esse estudo tem potencial para gerar resultados que irão contribuir com a prática, possibilitando mudanças de comportamentos futuras, especialmente nesse contexto de pandemia, em que a liderança eficaz é essencial para assegurar a prestação de um cuidado seguro e de qualidade. (AU)