Busca avançada
Ano de início
Entree

Diversidade de Sargassum e de seu microbioma na costa do Brasil

Resumo

Sargassum é um dos gêneros de macroalgas marinhas mais diversos, com 351 espécies bentônicas e duas pelágicas, sendo estas últimas as formadoras do mar dos Sargaços. Espécies de Sargassum são reconhecidas pelo importante papel ecológico e pela produção de diversos compostos bioativos, mas pouco se sabe sobre os microbiomas associados a essas algas e seu papel na síntese desses compostos. Desde 2011, eventos de "marés douradas" formados por densas massas flutuantes de Sargassum têm sido observados em toda a região do Caribe, na costa norte da América do Sul e oeste da África. Nas regiões costeiras essas massas de algas geram grande impacto no meio ambiente, na saúde pública e na economia local. No Brasil eventos de arribação de Sargassum flutuante foram documentados nos últimos anos (2013 - 2019) no Pará, Maranhão e em ilhas oceânicas como Fernando de Noronha. Espécies bentônicas de Sargassum são comuns ao longo da costa brasileira, são um componente estruturante de comunidades marinhas e encontram-se ameaçadas por alterações ambientais. Cerca de 13 espécies bentônicas de Sargassum foram relatadas no Brasil, mas existem dúvidas a respeito da real ocorrência e distribuição dessas espécies e nada se sabe sobre o possível impacto da chegada de Sargassum flutuante sobre as espécies nativas, incluindo sobre o seu microbioma. Neste projeto investigaremos: i. a diversidade e ocorrência de espécies de Sargassum na costa brasileira utilizando marcadores moleculares e análises morfológicas; ii. o microbioma associado às espécies locais e às massas flutuantes de Sargassum; iii. a dinâmica desses microbiomas em caso de arribação; e iv. aspectos bioquímicos de Sargassum flutuante. Além de esclarecer aspectos relacionados aos impactos da chegada dessas algas sobre a composição e funcionamento de ecossistemas costeiros, a presente proposta irá gerar dados que podem auxiliar na utilização dessas algas de seu microbioma, transformando um fenômeno que hoje é visto como problema ambiental em uma oportunidade para desenvolver recursos alternativos derivados dos oceanos (Blue Economy). (AU)