Busca avançada
Ano de início
Entree

Potencial probiótico de cepas isoladas de leite materno: elas tem capacidade de modular a microbiota de crianças obesas

Resumo

O leite humano é uma rica fonte de microrganismos para a microbiota das crianças em desenvolvimento. Considerando a importância da colonização intestinal e da saúde infantil posterior, a microbiota do leite materno é extremamente importante. O isolamento de novos probióticos em potencial (Lactobacillus e Bifidobacterium) do leite materno é atraente, pois vários microrganismos transferidos da mãe para o bebê derivam do leite materno. Vários fatores devem ser considerados simultaneamente para a seleção de novas linhagens probióticas, como segurança, funcionalidade e aptidões tecnológicas. No INLAIN (e no âmbito do projeto PICT 2016-0256), quatorze lactobacilos foram isolados do leite materno humano e caracterizados do ponto de vista tecnológico. As atividades planejadas neste projeto aumentarão o conhecimento sobre a funcionalidade das cepas, estudando sua capacidade anti-inflamatória, sua capacidade de limitar o acúmulo de lipídios nos adipócitos, melhorar a barreira intestinal e modular a microbiota intestinal de crianças obesas usando um simulador do intestino humano. A microbiota intestinal está emergindo como um novo fator no desenvolvimento de doenças metabólicas, como obesidade e diabetes tipo 2. Nesse sentido, propõe-se que a prevenção e o manejo da obesidade iniciem na infância e o papel dos prebióticos e probióticos tem sido estudado com resultados promissores pela modulação de bactérias intestinais e seus metabólitos, como ácidos graxos de cadeia curta (SCFAs) e íons amônio. Modelos colônicos dinâmicos têm sido utilizados para estudar potenciais efeitos benéficos dos pró e prebióticos na microbiota intestinal. Modelos in vitro, como o SHIME®, simulam fielmente o trato gastrointestinal humano, permitindo a investigação da composição microbiana intestinal e de suas respectivas produção e funcionalidades de metabólitos. Nesse contexto, este projeto tem como objetivo avaliar os efeitos de duas possíveis cepas probióticas isoladas do leite humano na microbiota de crianças obesas que utilizam o SHIME. (AU)