Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo panorâmico para o uso da biomassa de Spirulina: da extração de compostos bioativos ao seu encapsulamento e aplicação

Resumo

A microalga Spirulina é encontrada naturalmente em lagos ou lagoas alcalinas e podem ser cultivadas em larga escala sob condições ambientais controladas, a mesma é muito explorada na literatura devido ao seu alto valor nutricional e à presença de compostos bioativos, particularmente, pigmentos naturais como as ficobiliproteínas. Os hábitos saudáveis vem sendo uma crescente demanda do consumidor, sendo assim, a busca por alimentos mais naturais e com menos aditivos tem sido exponencial. Nesta perspectiva, pigmentos naturais têm sido estudados e apontados como alternativas a corantes artificiais. A C-ficocianina (C-FC) é uma ficobiliproteína de coloração azul natural, além da sua função como pigmento, apresenta propriedades funcionais com benefícios potenciais à saúde atraindo o interesse comercial das indústrias farmacêutica, alimentícia e cosmética. No entanto, existem diversos desafios em relação ao uso de pigmentos naturais de maneira efetiva na formulação de alimentos, devido à instabilidade dos mesmos frente as diferentes condições adversas inerentes ao armazenamento ou consumo/digestão. Assim, o presente projeto vem como uma proposta de solução para este pressuposto, a partir da integração dos conhecimentos de Engenharia de Bioprocessos e Nutrição, com o objetivo de determinar um método de extração seletiva das ficobiliproteínas da Spirulina, entre as quais a C-ficocianina (C-FC) é destacada, com uma abordagem de química verde por meio da utilização de líquidos iônico (LIs) e/ou solventes eutéticos. Diferentemente dos demais estudos, que demonstram separadamente as grandes possibilidades de utilização do potencial da microalga Spirulina como ingrediente alimentar e como fonte de compostos bioativos, este projeto visa compreender de maneira ampla tais propriedades, a partir da análise da incorporação de C-FC em nanoestruturas para melhorar a estabilidade das ficobiliproteínas e, além disso, desenvolver um produto alimentício com alto conteúdo de proteínas, a partir da utilização da biomassa microalgal e, posteriormente, realizar a avaliação deste produto quanto à atividade antioxidante, à bioacessibilidade e à aceitação sensorial pelos consumidores. Dessa forma, fechando o ciclo de utilização econômica da biomassa de microalgas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RAMOS, SERGIANA DOS P.; GIACONIA, MICHELE A.; ASSIS, MARCELO; JIMENEZ, PAULA C.; MAZZO, TATIANA M.; LONGO, ELSON; DE ROSSO, VERIDIANA V.; BRAGA, ANNA R. C. Uniaxial and Coaxial Electrospinning for Tailoring Jussara Pulp Nanofibers. Molecules, v. 26, n. 5 MAR 2021. Citações Web of Science: 0.
FRATELLI, CAMILLY; BURCK, MONIZE; ASSUMPCA AMARANT, MARINA CAMPOS; CAVALCANTE BRAGA, ANNA RAFAELA. Antioxidant potential of nature's ``something blue{''}: Something new in the marriage of biological activity and extraction methods applied to C-phycocyanin. TRENDS IN FOOD SCIENCE & TECHNOLOGY, v. 107, p. 309-323, JAN 2021. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.