Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel das citocinas inflamatórias no remodelaento cardíaco de ratos infartados e tratados com dexametasona

Processo: 19/25603-6
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2021 - 30 de abril de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Sandra Lia do Amaral Cardoso
Beneficiário:Sandra Lia do Amaral Cardoso
Instituição Sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Carlos Ferreira dos Santos ; Maria Claudia Costa Irigoyen
Assunto(s):Glucocorticoides  Insuficiência cardíaca  Miocárdio  Fisiologia cardiovascular  Citocinas 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Glicocorticóides | inflamação cardíaca | Insuficiência Cardíaca | miocárdio | multiplex | Fisiologia cardiovascular

Resumo

Insuficiência cardíaca (IC) é uma síndrome complexa que afeta 23 milhões de pessoas no mundo. O coração de portadores de IC apresenta remodelamento cardíaco, disfunção cardíaca e algumas das implicações envolvidas no remodelamento cardíaco são determinadas principalmente por inflamação. Demonstramos recentemente que o tratamento com dexametasona (DEX), um potente anti-inflamatório, determinou redução de fibrose e angiogênese no coração, determinando melhora da performance cardíaca em ratos espontaneamente hipertensos, mas pouco se sabe sobre seus efeitos em coração infartado. Como o tratamento com DEX nem sempre é indicado na clinica para pacientes infartados, o objetivo deste estudo será avaliar os efeitos do tratamento com dexametasona nas respostas hemodinâmica, neural e inflamatória de ratos infartados e identificar as citocinas que possam ser utilizadas como alvos terapêuticos no remodelamento cardíaco em um modelo experimental de infarto crônico. É hipótese deste trabalho que o tratamento farmacológico com dexametasona na fase crônica do infarto possa identificar citocinas inflamatórias que tenham papel importante na modulação da estrutura cardíaca, diminuição da deposição de colágeno e angiogênese, resultando em uma melhora da função cardíaca. Uma vez identificados estes alvos terapêuticos, espera-se que a inibição de pelo menos uma citocina inflamatória tenha um papel cardioprotetor em ratos infartados. Para responder a estes questionamentos, serão utilizados 110 ratos wistar machos (250-270g) que serão divididos em dois Estudos: Estudo 1/ Noventa ratos serão divididos em grupo sham (sham, n=20), grupo sham tratado com dexametasona, DEX (sham DEX, n=20), infarto crônico (IM, n=20) e IM tratado com DEX (IM DEX, n=20). Um grupo de ratos Wistar intactos será usado como controle (n=10). Estudo 2/ Vinte ratos infartados serão tratados com bloqueador de uma citocina alvo identificada (n=20) no estudo 1. Todos os animais serão submetidos a um teste de tolerância máxima ao esforço (TEM), em esteira ergométrica. Os grupos IM serão anestesiados e submetidos à cirurgia de oclusão da coronária descendente anterior e os grupos sham submetidos a uma cirurgia fictícia. No dia seguinte será realizada uma análise ecocardiográfica, sob anestesia e, em seguida, esperados 60 dias para progressão da doença. Os animais serão tratados com DEX durante últimos 15 dias (50µg/kg, s.c.) ou salina. Ao final do protocolo os animais realizarão o último TEM e exame ecocardiográfico. Posteriormente, sob anestesia, os animais serão cateterizados (artéria femoral) e, após 24h será realizado o registro de pressão arterial (PA) para análise de PA basal e a atividade do sistema nervoso autonômico. No final, os animais serão eutanasiados sob sobrecarga anestésica. O miocárdio e músculo tibial anterior serão extraídos para que as análises hemodinânicas e neurais sejam associadas com expressão proteica de citocinas inflamatórias, densidade de colágeno e de capilares no miocárdio. No estudo 2 os animais serão tratados com bloqueador da citocina alvo e os mesmos procedimentos serão seguidos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)