Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de enzimas livres e nanoestruturadas visando a um efeito antienvelhecimento cutâneo e fotoprotetor

Processo: 20/08129-6
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2021 - 30 de novembro de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Carlota de Oliveira Rangel Yagui
Beneficiário:Carlota de Oliveira Rangel Yagui
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesquisadores associados:André Rolim Baby ; Camila Areias de Oliveira ; Paul Frederick Long
Assunto(s):Cosmetologia  Envelhecimento da pele  Fotoproteção  Estresse oxidativo  Catalase  Fotoliase  Nanobiotecnologia  Materiais nanoestruturados  Absorção cutânea 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Cosmetologia | enzimas | Estresse oxidativo | fotoproteção | nanoestruturas | penetração cutânea | nanobiotecnologia

Resumo

O envelhecimento cutâneo é um processo biológico natural, mas que pode ser acelerado por diversos fatores como a exposição à radiação ultravioleta (UV) A. Dentre os fatores que levam ao envelhecimento, destaca-se o estresse oxidativo, sendo que a enzima catalase consiste em um dos mecanismos endógenos de redução desse estresse pela neutralização de espécies reativas de oxigênio. Portanto, um aporte adicional de catalase à pele pode consistir em ferramenta contra o envelhecimento cutâneo e suas consequências. Uma vez que o envelhecimento está em parte relacionado aos danos UV-induzidos ao DNA, também se apresenta como estratégia preventiva a aplicação tópica da enzima fotoliase, que é capaz de reverter danos ao DNA em forma de ligações do tipo dímeros de ciclobutanopirimidina (CPD). Contudo, por se tratarem de biomoléculas, tanto a catalase quanto a fotoliase apresentam baixa meia-vida biológica e penetração na pele dificultada devido ao tamanho e hidrofilicidade. Sendo assim, este trabalho propõe a utilização de métodos que permitem aumento da estabilidade da catalase e fotoliase e/ou de sua penetração na/através da pele, visando promover aumento da eficácia. Serão utilizados dois métodos individualmente, sendo eles a encapsulação das enzimas em polimerossomos de Pluronic L-121 e a peguilação. Estes dois sistemas serão estudados em conjunto com as enzimas livres para avaliar a eficiência da catalase em combater o estresse oxidativo em modelos in vitro (pele de porco) e ex vivo (pele humana), e da fotoliase em reverter ligações CPD no DNA. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
JORGE JAVIER MUSO-CACHUMBA; GRACE RUIZ-LARA; GISELE MONTEIRO; CARLOTA DE OLIVEIRA RANGEL-YAGUI. Challenges in estimating the encapsulation efficiency of proteins in polymersomes - Which is the best method?. Brazilian Journal of Pharmaceutical Sciences, v. 59, . (22/02456-0, 20/08129-6)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.