Busca avançada
Ano de início
Entree

Um olhar sobre a heterogeneidade dos habitats: como a fisiologia e o comportamento de lagartos tropiduríneos permitiram a ocupação de florestas e ambientes abertos?

Processo: 20/12962-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2021 - 30 de junho de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Fisiologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:José Eduardo de Carvalho
Beneficiário:José Eduardo de Carvalho
Instituição-sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Pesq. associados:Carla Bonetti Madelaire ; Carolina Ribeiro Noronha de Souza ; Danilo Giacometti dos Santos Uehara Oliveira ; Fabiano Campos Lima ; Fábio Cury de Barros ; Fernando Ribeiro Gomes ; Levi Carina Terribile ; Matheus de Souza Lima Ribeiro
Assunto(s):Caatinga  Cerrado  Florestas  Metabolismo energético  Regulação da temperatura corporal 

Resumo

A ocupação de ambientes contrastantes pelos organismos ocorre paralelamente ao surgimento de características fenotípicas que permitem aos animais explorar as condições locais. Assim, a observação de padrões de variação fenotípica tanto no nível populacional quanto em níveis hierárquicos superiores permite compreender com qual frequência os fenótipos se repetem em diferentes linhagens e qual o potencial plástico de uma determinada linhagem exibe frente às modificações de hábitat que ocorrem ao longo do tempo ecológico ou evolutivo. Neste projeto de pesquisa pretendemos investigar de que modo os padrões de variação fenotípica em linhagens de lagartos tropiduríneos estão relacionados à ocupação de hábitats diferentes do ponto de vista estrutural e climático (ambientes abertos e florestados), tanto no nível comportamental quanto fisiológico, dentro de duas linhas de investigação complementares: (1) o comportamento termorregulatório e as respostas fisiológicas a temperatura; e (2) o comportamento social e influência hormonal no desempenho. Além disso, utilizaremos os resultados desse trabalho para fomentar modelos de nichos ecológicos relacionados à previsão dos efeitos de mudanças climáticas sobre a biologia dos lagartos, gerando elementos para discussão dos efeitos dessas alterações ambientais sobre a biodiversidade. (AU)