Busca avançada
Ano de início
Entree

Cadeia produtiva do tambaqui: seleção genômica para resistência/tolerância à acantocefalose

Processo: 20/07959-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2021 - 31 de julho de 2023
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Aquicultura
Convênio/Acordo: FAPEAM
Pesquisador responsável:Diogo Teruo Hashimoto
Beneficiário:Diogo Teruo Hashimoto
Instituição-sede: Centro de Aquicultura (CAUNESP). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Pesq. associados: Alexandre Honczaryk ; Jose Manuel Yanez ; Sílvia Umeda Gallani
Assunto(s):Piscicultura  Tambaqui  Colossoma macropomum 

Resumo

O tambaqui Colossoma macropomum é o principal peixe nativo produzido pela aquicultura nacional. Contudo, a cadeia produtiva desse peixe vem sendo afetada significativamente pela acantocefalose, causada pelo endoparasito Neoechinorhynchus buttnerae. A seleção de genótipos superiores para resistência/tolerância a acantocefalose é uma abordagem fundamental para melhorar a produção no contexto da sustentabilidade ambiental e segurança alimentar do tambaqui. O objetivo deste projeto é subsidiar um programa de seleção genética para melhorar a cadeia produtiva do tambaqui, resistente e tolerante ao acantocéfalo N. buttnerae, por meio de estudo de associação genômica ampla e seleção genômica. 54 famílias do núcleo de melhoramento genético do Caunesp serão formadas para serem utilizadas como material biológico. Os fenótipos serão obtidos por meio de um desafio experimental com a distribuição dos animais em três viveiros (réplicas) contendo zooplâncton hospedando a fase infectante do parasito. Parâmetros genéticos serão estimados para resistência, por meio da avaliação da carga parasitária (grau de infestação) nos intestinos dos animais; e para tolerância, por meio da avaliação do ganho/perda de peso corpóreo em animais confirmados com a doença. Em relação à análise genômica, pretende-se obter os genótipos parentais utilizando um array de alta densidade (30K SNPs) e, em seguida, realizar a imputação de genótipos na progênie usando um array de baixa densidade (1K SNPs) e informações de pedigree, que fornecerão uma estratégia custo-efetiva para a aplicação de estudos de associação genômica ampla e incorporação de seleção genômica em tambaqui. O resultado esperado é gerar um avanço significativo para estudos de melhoramento em peixes nativos, identificando tambaquis resistentes ou tolerantes à acantocefalose e compreendendo as regiões genômicas associadas a tais características. O potencial impacto deste estudo é viabilizar um pacote tecnológico para impulsionar a cadeia produtiva do tambaqui na indústria da aquicultura, com segurança alimentar, alta qualidade genética e valor agregado. (AU)