Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de nanocompósito (carbono-grafeno) associado a células-tronco mesenquimais para reconstrução de defeitos ósseos maxilo-faciais

Processo: 20/12954-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2021 - 31 de março de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Cirurgia Buco-maxilo-facial
Pesquisador responsável:Daniela Franco Bueno
Beneficiário:Daniela Franco Bueno
Instituição-sede: Hospital Sírio-Libanês. Sociedade Beneficente de Senhoras (SBSHSL). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Adriana Franco Paes Leme ; Akishige Hokugo ; Guilherme Frederico Bernardo Lenz e Silva ; Mariane Tami Amano ; Patricia de Almeida Mattos ; Rachel Riera ; Roberta Martinelli Carvalho ; Terumi Okada Ozawa ; Tiago Lazzaretti Fernandes
Assunto(s):Biomateriais  Carbono  Fenda labial  Grafenos 

Resumo

A fissura lábio palatina (FLP) é a malformação craniofacial congênita mais comum observada ao nascimento. Com o objetivo de eliminar a morbidade da região doadora de osso, melhorar a qualidade de vida dos pacientes portadores de FLP e reduzir o custo envolvido no tratamento destes pacientes diversas estratégias de bioengenharia de tecido ósseo vem sendo desenvolvidas . No Brasil, nosso grupo de pesquisa por intermédio do desenvolvimento do projeto de Bioengenharia de Tecidos para portadores de malformações craniofaciais do PROADI-SUS (25000.009809/2018-65) utilizou células tronco de polpa de dentes decíduos associadas a um biomaterial em estudos clínicos para reconstruir o osso alveolar dos Pacientes fissurados e obtivemos sucesso utilizando esta estratégia de bioengenharia de tecido ósseo no fechamento da fissura óssea alveolar (clinicaltrial.gov: NCT01932164 and NCT03766217; Tanikawa et al, 2020). No entanto, o biomaterial utilizado neste projeto tem lenta reabsorção e para os pacientes portadores de FLP seria ideal a utilização de um biomaterial de reabsorção mais rápida e preferencialmente com um menor custo. Portanto, o objetivo do presente estudo é realizar a fase de medicina translacional para testar a efetividade do uso de biomateriais genuinamente brasileiros, de baixo custo, com rápida reabsorção, visando seu uso futuro em bioengenharia de tecido ósseo para os portadores de FLP. Será avaliado o potencial de formação de osso alveolar utilizando biomateriais (scaffolds) de carbono/grafeno isoladamente e também associados a células-tronco mesenquimais provenientes da polpa de dentes decíduos humano. Este estudo será realizado em animais de médio porte, mini pigs, com o peso aproximado das crianças portadoras de FLP na idade do enxerto ósseo. Os custos para produção do biomaterial de carbono com e sem grafeno serão comparados e uma análise de custo-efetividade será realizada. Como desfecho deste projeto, espera-se encontrar um material ideal para o tratamento de fissura lábio palatina por bioengenharia de tecido que tenha reabsorção mais rápida e custo inferior ao biomaterial importado (Bio-Oss Collagen®, Geistlich) que vem sendo utilizado para bioengenharia de tecido ósseo alveolar de portadores de fissuras lábio palatinas no Brasil (Projeto PROADI-SUS 25000.009809/2018-65 triênio 2018-2020). Para atingir nossos objetivos vamos associar a expertise da equipe do departamento de engenharia de materiais da POLI-USP no desenvolvimento de biomateriais de carbono/grafeno com a expertise da equipe do Hospital Sírio-Libanês em células tronco visando desenvolver uma nova estratégia de bioengenharia de tecido para utilização futura em estudos clínicos. Além disto, contaremos com a colaboração de Pesquisadores do CNPEM e da Universidade da Califórnia Los Angeles para análise das estratégias de bioengenharia de tecidos e do osso neoformado. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)