Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de antidepressivos por adultos: prevalência e tendências de consumo nacional e local

Processo: 20/14960-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2021 - 30 de abril de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Tais Freire Galvao
Beneficiário:Tais Freire Galvao
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Pesq. associados: Fernanda Inês de Carvalho Pereira Ribeiro Vaz ; Marcus Tolentino Silva
Assunto(s):Antidepressivos  População  Prevalência  Revisão sistemática  Uso de medicamentos  Epidemiologia 

Resumo

Serão conduzidas três pesquisas distintas para investigar o uso de antidepressivos no Brasil: um estudo transversal de base populacional com adultos residentes de Manaus, uma revisão sistemática com meta-análise de estudos de utilização de medicamentos antidepressivos no Brasil e uma série temporal de dados de vendas de antidepressivos no Brasil entre 2014 e 2019. No estudo transversal, os participantes foram selecionados por amostragem probabilística em três etapas e entrevistados em suas residências em 2019. O consumo de medicamentos nos últimos 15 dias foi mensurado e a partir deste os antidepressivos serão identificados com base na classificação Anatomical Therapeutic Chemical Classification System da Organização Mundial da Saúde. Regressão de Poisson com variância robusta será empregada para avaliar as razões de prevalência do uso de antidepressivos. A revisão sistemática será elaborada a partir de buscas em bases de dados bibliográficas, sem limite de data ou idioma. A seleção dos estudos, a extração dos dados e a avaliação da qualidade das pesquisas primárias serão realizadas por dois pesquisadores independentes. A prevalência de uso de antidepressivos reportada nos estudos individuais será combinada por meio de meta-análise. A tendência de consumo de antidepressivos no Brasil de 2014 a 2019 será investigada por meio da análise dos dados do Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados, que contém dados de vendas de medicamentos sujeitos a controle especial. O consumo de antidepressivos será obtido e convertido em dose diária definida (DDD) para cálculo da DDD a cada 1.000 habitantes por município, de acordo com as estimativas da população em cada ano. Associações com indicadores locais serão conduzidas em análises ecológicas. (AU)