Busca avançada
Ano de início
Entree

Prospecção da microbiota intestinal de equinos com abdômen agudo

Resumo

Considerando que a microbiota intestinal é profundamente modificada em certas afecções, em especial as gastrointestinais, a melhor compreensão dessas alterações durante quadros de abdômen agudo, em equinos, com evolução clínica ou cirúrgica, pode possibilitar perspectivas para que novas medidas preventivas e terapêuticas sejam adotadas. Diversos estudos foram realizados no intuito de determinar o padrão do microbioma em fezes de equinos saudáveis. Entretanto, não existem estudos que demonstrem as alterações na microbiota causadas por cólicas de diferentes etiologias. Sendo assim, propõe-se realizar um projeto de pesquisa, dividido em quatro etapas experimentais, a fim de avaliar o efeito da sobrecarga de carboidratos não estruturais, um tipo frequente de cólica clínica, na microbiota intestinal de equinos. Da mesma forma, serão avaliadas as alterações na microbiota de equinos com cólica clínica de resolução tardia, como as compactações de cólon maior, avaliando concomitantemente a translocação bacteriana para líquido peritoneal, assim como de equinos com cólica cirúrgica, avaliando comparativamente a microbiota de fezes, segmentos intestinais e líquido peritoneal, a fim de determinar a ocorrência de translocação bacteriana. Ainda, será avaliado o efeito da antibioticoterapia na microbiota dos equinos, em especial dos aminoglicosídeos, fármaco utilizado rotineiramente nos quadros de abdômen agudo. Dessa forma, será possível apresentar um estudo prospectivo relativo à microbiota gastrointestinal de equinos com abdômen agudo de ocorrência natural e induzida, avaliando-se a influência da antibioticoterapia, a fim de fornecer informações que possam ser utilizadas como indicadores de prognóstico e que servirão de base para o desenvolvimento de terapias adjuvantes na recuperação de equinos com abdômen agudo. (AU)