Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de dados de comunidades de inovação aberta na internet e desenvolvimento de ferramenta para visualização

Processo: 20/05194-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de março de 2021 - 28 de fevereiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Administração de Empresas
Convênio/Acordo: MCTI/MC
Pesquisador responsável:Bruno Rondani
Beneficiário:Bruno Rondani
Empresa:Allagi Engenharia Ltda. - EPP
Município: São Paulo
Pesq. associados: Daniel Vasserman ; Felipe Vignon de Castro Rios ; Gabriel Sanches Pimentel ; Rafael Rocha Levy ; Victor Siqueira Fortes ; William Gabriel Chimello D'Aflita
Bolsa(s) vinculada(s):21/04528-6 - Bolsista p2 - Sistemas de BI: inteligência de negócio baseada em dados do ecossistema de inovação aberta, BP.TT
Assunto(s):Big data  Startups  Inovação  Análise de dados  Dados abertos  Internet 

Resumo

Em projetos anteriores (INOVACRED e PIPE Fase 3), colocou-se em produção o desenvolvimento de metodologias e de ferramentas tecnológicas para dar suporte aos negócios mais importantes da 100 Open Startups e gerar valor em seus produtos para a rede de engajamento e empreendedorismo entre grandes empresas, startups e os ecossistemas de inovação. Com a consolidação da plataforma, faz-se necessário o desenvolvimento de estudos analíticos, com os dados do programa em comparação a outros dados públicos de inovação aberta na internet. Além disso, faz-se preciso, o desenvolvimento de ferramentas e publicações que divulguem e facilitem o acesso e propagar conhecimento sobre essas informações. Através do trabalho da empresa nos últimos anos, a rede 100 Open Startups já conta com números expressivos: A rede atraiu o registro de mais de 10.000 startups, em uma média de mais de 300 por mês e 25.000 executivos em uma média de mais de 500 por mês. Acumulamos mais de 30.000 projetos de startups mapeados em nossa base. 1.200 startups geraram mais de 7.800 negócios com entidades e levantaram R\$ 600 milhões em investimentos até dados da última coleta anual encerrada em maio de 2019. 130 universidades participam também da rede e acumulam o registro de 2.000 projetos com o objetivo de transferir tecnologia para o mercado. Todos esses componentes geram um grande volume de dados e informações, que precisam ser analisados mais profundamente a fim de melhorar o potencial de crescimento e desempenho de toda a rede CSE e cadeia de empreendedorismo de inovação aberta brasileira, permitir maior geração de valor à rede e melhorar seu posicionamento mundialmente. Nesse projeto, mostra-se o caminho trilhado para o desenvolvimento do programa 100 Open Startups e da sua rede e propõe-se, através de experiências preliminares a criação de estudos baseados em análise de dados do ecossistemas de inovação aberta na internet; e, como outro objetivo, sua divulgação, além de uma ferramenta de visualização dos conhecimentos gerados por estes estudos. (AU)