Busca avançada
Ano de início
Entree

Associação de gramíneas forrageiras tropicais em pastagens: aspectos agronômicos e ecológicos determinantes da produção e produtividade de forragem

Resumo

Espécies de gramíneas forrageiras podem ser agrupadas em grupos funcionais distintos (e.g. diferentes estratégias de crescimento e perenização), de modo que, quando cultivadas em associação, podem resultar em redução das variações intra-anuais em oferta de forragem e maximizar o potencial produtivo do sistema, além de favorecer a biodiversidade e os serviços ambientais do ecossistema pastoril. No entanto, informações referentes a pastagens de clima tropical são praticamente inexistentes, uma vez que quase a totalidade dos trabalhos com associação de espécies foi conduzida em regiões de clima subtropical e temperado. O objetivo deste projeto é avaliar a estabilidade; potencial produtivo; dinâmica populacional de perfilhos; distribuição vertical dos componentes morfológicos e botânicos; morfogênese; massa, distribuição e crescimento de raízes; diversidade microbiana; características químicas e físicas do solo; emissão de GEE; índice de nutrição nitrogenada; taxa de consumo e valor nutritivo da forragem consumida de uma associação de gramíneas C4 em relação a seus respectivos monocultivos. O experimento de campo, com duração de três estações de crescimento consecutivas (fevereiro/2020 - abril/2022), será conduzido na ESALQ/USP, em Piracicaba, SP, como parte de um projeto temático a ser realizado de janeiro de 2020 a dezembro de 2024. Os tratamentos corresponderão a três gramíneas forrageiras tropicais (Andropogon gayanus cv. Planaltina, Brachiaria brizantha cv. BRS Piatã e Panicum maximum cv. Massai) cultivadas em monocultivo e associação das três espécies em iguais proporções. O delineamento experimental será o de blocos completos casualizados, com quatro repetições. Os pastos serão manejados de forma intermitente utilizando-se a meta de altura pré-corte de 35 cm e a meta de altura pós-corte de 17,5 cm (50% da altura pré-corte), durante dois verões agrostológicos consecutivos e sem interrupção. Os dados serão analisados utilizando-se o PROC MIXED do Pacote Estatístico SAS® e, quando apropriado, as médias serão comparadas pelo teste "T" de Student com P<0,05. As épocas do ano serão tratadas como medidas repetidas no tempo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)