Busca avançada
Ano de início
Entree

CaMov - caracterização da absorção foliar, translocação e exportação de cálcio para os frutos: uma busca por fontes de cálcio com mobilidade aumentada

Resumo

Diversos estudos demonstram que o cálcio (Ca) apresenta baixa mobilidade no floema, e que seu transporte se dá principalmente pelo xilema. Visto que a força motriz do fluxo xilemático é a transpiração, o abastecimento de Ca pode ser comprometido em órgãos que apresentam baixa taxa de transpiração, como certos frutos. Baixa produtividade e desordens nos frutos tais quais podridão apical, bitter pit, murcha e encurtamento do tempo de prateleira são associadas à deficiência de Ca. A literatura mostra que a aplicação de fertilizantes foliares à base de Ca, ou mesmo o tratamento dos frutos, pode prevenir esses problemas. Por outro lado, essa mesma literatura carece de informações sobre a influência das fontes de Ca sobre as taxas de absorção foliar e translocação. Igualmente, pouco se sabe sobre como o fracionamento da aplicação pode influenciar a exportação do Ca até os frutos. Em complemento aos radioisótopos, a espectrometria de fluorescência de raios X desponta como uma alternativa mais simples, barata e segura que permite o monitorar o movimento de nutrientes nos tecidos vegetais. Esse projeto propõe a utilização da fluorescência de raios X para determinar a velocidade de absorção e taxa de translocação de fontes de Ca aplicadas via tratamento foliar. Serão utilizados o CaCl2, fonte mais comumente reportada na literatura, bem como fontes de Ca queladas com citrato e EDTA. Essas fontes serão marcadas com estrôncio estável (Sr) o que aumentará a sensibilidade da fluorescência de raios X. A planta modelo do estudo será o tomateiro (Solanum lycopersicum). A fonte de Ca com maior capacidade de translocação no floema será selecionada para a próxima fase do estudo na qual serão avaliados os efeitos do parcelamento das aplicações sobre a produtividade e qualidade dos frutos. A distribuição espacial do Ca nos frutos será avaliada por meio de mapeamento de fluorescência de raios X. Por fim, será conduzido o balanço de massa do Ca/Sr aplicado via foliar para determinação da eficiência de exportação dos tratamentos das folhas para os órgãos dreno. Da perspectiva da fisiologia e nutrição vegetal, espera-se que o projeto contribua com: 1) Aumentando a compreensão das razões que limitam o movimento de Ca no floema; 2) Identifique fontes com maior mobilidade do que o CaCl2; 3) Demonstre se o parcelamento da aplicação pode aumentar a eficiência de exportação de Ca dos fertilizantes foliares para os frutos. Por fim, a execução do projeto também tem potencial para consolidar a utilização da espectrometria de fluorescência de raios X em estudos de plantas entre acadêmicos, e de divulgar a tecnologia de nutrição foliar para os produtores. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)