Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise dos biomarcadores séricos de neuroproteção e envelhecimento (sirtuína 3 e klotho) em pacientes com comprometimento cognitivo leve amnéstico e camundongos APPSWE/PS1DE9, antes e após exercício físico de intensidade moderada

Processo: 19/27833-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2021 - 31 de março de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Paulo Henrique Ferreira Bertolucci
Beneficiário:Paulo Henrique Ferreira Bertolucci
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Arlete Rita Penitente Barcelos ; Carlos André Freitas dos Santos ; Fernando Morgadinho Santos Coelho ; Raul Cavalcante Maranhao ; Ricardo Mario Arida ; SANDRO LUIZ DE ANDRADE MATAS
Assunto(s):Neurologia  Transtornos neurocognitivos  Doença de Alzheimer  Neuroproteção  Sirtuína 3  Biomarcadores  Exercício físico 

Resumo

Este estudo tem por objetivo a análise dos biomarcadores séricos e liquóricos em pacientes com comprometimento cognitivo leve (CCL) amnéstico, a análise dos biomarcadores séricos e a análise histológica encefálica em camundongos fêmeas APPSWE/PS1DE9, na fase de CCL, para melhor compreensão desta fase da demência e buscar novas possibilidades de tratamento não farmacológico. Pelo menos 30 pacientes com diagnóstico de CCL amnéstico (que não praticam exercício físico regular ou pacientes sedentários) e 30 pacientes do grupo controle com às mesmas características serão selecionados, monitorados em relação a prática de exercício físico de intensidade moderada, 150 minutos/semana, (no período de 3, 6, 9 e 12 meses para cada paciente). Os pacientes dos grupos com CCL amnéstico e do grupo controle serão considerados respondedores aqueles que mantiverem os escores do Montreal Cognitive Assessment (MoCA) d 24 pontos após um ano, com melhora da função executiva, ou não apresentarem piora do comportamento, com base em relatos dos cuidadores. Esses mesmos grupos serão avaliados quanto aos biomarcadores séricos sirtuína 3 (SIRT3) e klotho, biomarcadores séricos inflamatórios (IL-6, IL-1² e TNF-±) e biomarcadores do líquido cefalorraquidiano (proteínas Tau-T, P-tau e A²-42), antes e após exercício físico de intensidade moderada, que serão comparados com os respectivos controles negativos. Nesse estudo também serão utilizados 100 camundongos fêmeas APPSWE/PS1DE9 e seus respectivos controles, divididos nos grupos: 1) CCL sedentários; 2) Controles sedentários; 3) CCL sedentários e submetidos ao teste de memória espacial, cognição e função executiva; 4) Controles sedentários e submetidos ao teste de memória espacial, cognição e função executiva; 5) CCL sedentários submetidos ao teste de medo ao contexto; 6) Controle sedentário submetidos ao teste de medo ao contexto; 7) CCL treinados; 8) Controles treinados; 9) CCL treinado e submetidos ao teste de memória espacial, cognição e função executiva; 10) Controle treinado e submetidos ao teste de memória espacial, cognição e função executiva; 11) CCL treinado e submetidos ao teste de medo ao contexto; 12) Controle treinado e submetidos ao teste de medo ao contexto. Os animais do grupo exercício serão submetidos a um programa de treinamento aeróbio, por quatro semanas. Os camundongos APPSWE/PS1DE9 serão avaliados a atividade locomotora e exploratória pelo teste de campo aberto, a memória de longo prazo (LTM) pelo teste de reconhecimento de objetos e os processos de aprendizagem e memória pela tarefa de condicionamento de medo ao contexto. Nesses animais também serão avaliados os biomarcadores séricos SIRT3 e klotho, biomarcadores séricos inflamatórios (IL-6, IL-1² e TNF-±) e imunohistoquímica para biomarcador A²-42 e visualização da deposição de placas A²-42 nas regiões do córtex e hipocampo. Espera-se que o exercício físico de intensidade moderada determine uma resposta diferenciada quanto à evolução do CCL amnéstico, tanto em pacientes como no modelo experimental APPSWE/PS1DE9, aumentando a expressão dos biomarcadores de neuroproteção, observando melhora na função comportamental, cognitiva e executiva, conseguindo retardar a evolução da patogênese do CCL amnéstico e da doença de Alzheimer. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)