Busca avançada
Ano de início
Entree

Políticas de formação técnica e tecnológica no contexto da internacionalização da educação

Resumo

Ainda são possíveis políticas educacionais alheias ao contexto de internacionalização da educação? A resposta negativa a esta pergunta aparece sempre como a mais recorrente. Desde o movimento de reforma dos Estados nacionais e da crise estrutural do capitalismo iniciado nos anos 1970, favorecendo a mercantilização da educação, principalmente em sua vertente internacionalizada, observam-se influências e transformações em praticamente todas as modalidades educacionais, sejam em movimentos de resistência ou de simples adaptação às recomendações estabelecidas por organismos internacionais e pelo mercado. A educação entra definitivamente no xadrez geopolítico, como peça-chave a ser estudada em suas várias facetas.A Educação Profissional e Tecnológica (EPT), cuja história singular passa por sucessivas mudanças de concepções e políticas, se vê também frente ao desafio de se integrar ao contexto quase onipresente da internacionalização da educação. Assim, a EPT é convocada a participar desse cenário complexo em meio às contradições inerentes às políticas públicas e educacionais voltadas crescentemente à internacionalização da educação e seus modos de regulação específicos, trazendo limites e possibilidades na organização quanto às conceituações e práticas de ensino, pesquisa e extensão para a profissionalização e tendo, dentro do sistema educacional, pontos de partida e ritmos de desenvolvimento institucional que lhes são próprios e distintos se comparada no conjunto da oferta institucional de formação.Frente às discussões referentes às políticas de EPT, contrapostas às diretrizes e projetos de internacionalização da educação superior, técnica e tecnológica, esse livro propõe a apresentação dos debates e resultados obtidos a partir do projeto de pesquisa apoiado pela FAPESP, de título homônimo ("Políticas de formação técnica e tecnológica no contexto da internacionalização da educação"), processo no. 2018/03106-8, iniciado em 01/08/2018 e com término em 31/07/2020. Assim, esse livro é o resultado de uma trajetória de pesquisa que se deteve na importância das instituições para a configuração da política educacional. Diversos autores reconhecem que todas as políticas públicas são viabilizadas por grandes organizações públicas, não sendo possível entender o processo de implementação das políticas sem compreender como as organizações funcionam a partir de seus diferentes atores que produzem e transitam em diversas estruturas e interesses institucionais. Na análise das políticas educacionais é importante analisar as iniciativas das organizações sociais e das instâncias governamentais em suas diferentes etapas que se traduzem nos diferentes momentos da agenda. Para compreender os programas de internacionalização da EPT é necessário compreender o processo de implementação das políticas educacionais, buscando compreender suas dificuldades e oportunidades dentro das instituições educacionais. O projeto de pesquisa se propôs, portanto, a estudar as políticas de formação técnica e tecnológica no contexto da internacionalização da educação nas redes Estadual e Federal de EPT nas instituições de ensino do CEETEPS (São Paulo), do IFSULDEMINAS (Minas Gerais) e do IFSP (São Paulo). O recorte temporal do estudo considerou sobretudo o período de expansão dessas redes a partir dos anos 2000, sem desconsiderar que essas instituições criaram estratégias de internacionalização anteriores a esse período, ainda que maneira não sistemática. O livro divide-se em duas partes articuladas, com treze capítulos ao todo, seguindo as frentes de trabalho que compuseram o esforço de pesquisa. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)