Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos de fatores biológicos e ambientais e intervenção psicossocial nas vias neurodesenvolvimentais precoces em crianças vulneráveis

Resumo

O transtorno do espectro do autismo (TEA) e o transtorno do déficit de atenção/hiperatividade (TDAH) são condições comuns e prejudiciais ao neurodesenvolvimento. A identificação precoce de bebês em risco de desenvolver TEA e/ou TDAH e o uso de intervenções preventivas para limitar o surgimento e o impacto dos sintomas são estratégias preventivas importantes para reduzir o impacto desses transtornos. O principal objetivo deste projeto de Jovem Pesquisador é estabelecer o primeiro estudo longitudinal prospectivo de bebês em risco familiar para TEA e TDAH em um contexto de país de baixa e média renda (LMIC - Brasil). O estudo investigará como o risco familiar de TEA e TDAH afeta trajetórias precoces de neurodesenvolvimento em bebês que vivem em um LMIC, como as alterações nas trajetórias precoces de neurodesenvolvimento se relacionam com o surgimento de TEA e TDAH posteriormente no desenvolvimento, e se fatores de risco biológicos (inflamação, função do sistema de resposta ao estresse) e ambientais (pobreza, trauma na infância, estresse materno) mediam os efeitos negativos do risco familiar de TEA e TDAH nas vias neurodesenvolvimentais precoces. Os resultados deste projeto farão uma contribuição significativa para a literatura existente de países de alta renda (HICs) sobre como o risco familiar de TEA e TDAH afeta o desenvolvimento infantil e a generalização de descobertas anteriores para bebês que crescem em ambientes desfavorecidos. Os resultados também fornecerão novas evidências cruciais relação à eficácia da intervenção psicossocial preventiva para bebês vulneráveis em LMICs, que atualmente é uma prioridade global. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio: