Busca avançada
Ano de início
Entree

Influências hormonais e da reserva energética corporal na modulação do ambiente reprodutivo intrafolicular e periconcepcional

Resumo

Em 30 anos, o crescimento da população global associado a demanda por proteína de origem animal exigirá a evolução dos índices de produção da bovinocultura de corte. O aumento da eficiência na pecuária é fundamentado por diversos fatores, dentre os quais o índice reprodutivo do rebanho representa uma grande intercessão desse segmento. Biotécnicas reprodutivas são ferramentas capazes de otimizar a produtividade e potencial reprodutivo de machos e fêmeas. Entretanto, apesar dessas biotecnologias aprimorarem os índices reprodutivos, o sucesso de uma gestação depende antes de tudo do adequado desenvolvimento do folículo ovariano e do embrião. Atuando como mediadoras da comunicação celular, as vesículas extracelulares (VEs), presentes em fluidos corporais, possuem um importante papel na constituição e modulação do ambiente reprodutivo. O perfil das VEs é alterado em função do ambiente que estão sendo produzidas, demonstrando que a modulação do ambiente afeta o funcionamento celular e consequentemente o conteúdo de vesículas extracelulares. Portanto, com base nestas informações podemos ressaltar a relevância de se compreender os ambientes periovulatório e periconcepcional frente a variações subjacentes a respostas endócrinas e ambientais, assim como seus impactos na qualidade gamética e embrionária, respectivamente. Dessa forma, essa pesquisa visa utilizar dois modelos animais para compreender melhor como os ambientes periovulatório e periconcepcional são modulados pela progesterona e pela alta reserva energética corporal. Objetivo Específico 1: Compreender os efeitos modulados pelos níveis de progesterona (P4) e pela reserva energética corporal no ambiente intrafolicular. Este estudo visa testar as seguintes hipóteses: 1) Folículos de 3-6 mm de diâmetro ipsilaterais e contralaterais ao corpo lúteo e provenientes de ovários no estágio 3 do ciclo estral (alto nível de P4 plasmática; >9ng/ml) apresentam diferentes ambientes foliculares devido as diferentes concentrações de progesterona intrafolicular. 2) Folículos de 3-6 mm provenientes de ovários no estágio 1 apresentam diferentes ambientes foliculares devido a elevada reserva energética corporal. Neste estudo serão avaliados genes e miRNAs modulados pelos diferentes ambientes foliculares, tanto em células foliculares como em VEs. Objetivo Específico 2: Determinar os efeitos da proximidade ao corpo lúteo e da elevada reserva energética corporal no ambiente periconcepcional do oviduto. Este estudo visa testar as seguintes hipóteses: 1) Ovidutos ipsilateral e contralateral ao corpo lúteo no estágio 1 do ciclo estral (baixo nível de P4 plasmática; <4ng/ml) apresentam diferentes ambientes devido as diferentes concentrações de estrógeno e progesterona provenientes do folículo ovulado e pelo recém-formado corpo lúteo, respectivamente. 2) Ovidutos no estágio 1 do ciclo estral apresentam diferentes ambientes devido a diferentes reservas energéticas corporais. Neste estudo serão estudados genes e miRNAs modulados pela proximidade do corpo lúteo e pela reserva energética corporal, tanto em células ovidutais como em VEs. Sendo assim, acreditamos que devido à importância das VEs como carreadoras de informação dentro do ambiente folicular, os resultados obtidos nesses experimentos terão grande impacto na compreensão dos mecanismos de expressão de genes e aquisição da competência oocitária. Além disso, esperamos que devido à importância do ambiente do oviduto para a ativação do genoma embrionário, os resultados obtidos aqui terão grande impacto na compreensão dos mecanismos de expressão de genes de interesse zootécnico e os possíveis efeitos negativos em genes envolvidos com alterações epigenéticas. Portanto, consideramos que estes experimentos são inovadores e os resultados obtidos a partir deles serão importantes para gerar novos direcionamentos em pesquisas envolvendo a produção in vitro de embriões para bovinos e humanos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)