Busca avançada
Ano de início
Entree

Biotransformação bacteriana de ácidos ferúlico e p-cumárico em produtos de valor agregado e estudo e aplicação das enzimas envolvidas

Resumo

O bagaço e palha de cana-de-açúcar, com quase 280 milhões de toneladas produzidas na safra 2019/2020, são os materiais lignocelulósicos mais viáveis para uma tecnologia de aproveitamento por biotransformação em função da disponibilidade. Apesar de já terem um aproveitamento econômico importante na geração de calor e energia elétrica nas próprias usinas, ainda existem excedentes que permitem uso alternativo. O grupo de pesquisa do laboratório Associado do Instituto de Bioenergia da Unesp vem trabalhando há 3 décadas com materiais lignocelulósicos e enzimas microbianas envolvidas em sua degradação. Açúcares derivados da celulose e hemicelulose têm sido estudados para variadas finalidades como produção de etanol, de ácidos orgânico e como substratos para processos fermentativos. Nos últimos anos, os projetos têm focado também no aproveitamento da lignina liberada nos processos de desconstrução desses materiais. Nesse contexto, o presente projeto trata do uso de processos fermentativos bacterianos para biotransformar os ácidos ferúlico e p-cumárico em produtos de importante biotecnológica como 4-vinil guaiacol, 4-vinil fenol e vanilina. Buscar-se-á ainda, conhecer as enzimas envolvidas nas rotas metabólicas desses processos bacterianos, estuda-las, cloná-las e utilizá-las de forma imobilizada em bioprocesso. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)