Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos genéticos e epigenéticos dos distúrbios endócrinos do eixo reprodutivo

Resumo

Os distúrbios do eixo reprodutivo são classicamente agrupados de acordo com sua origem (central/secundário ou periférico/primário) e comumente determinam prejuízos relevantes na saúde global, afetando principalmente os aspectos hormonais, reprodutivos e psíquicos em todas as fases da vida. A etiologia de diversas doenças envolvendo o eixo reprodutivo, tais como puberdade precoce central e periférica foram esclarecidos principalmente a partir da investigação de mutações gênicas utilizando as técnicas clássicas de sequenciamento de DNA (método de Sanger) e mais recentemente o sequenciamento em larga escala (sequenciamento exômico). A despeito dos exitosos resultados, muitas doenças associadas a ativação do eixo reprodutivo permanecem com sua etiologia ainda desconhecida, sendo denominadas idiopáticas. Mais recentemente, a possibilidade de alterações epigenéticas, incluindo os defeitos de imprinting, foram aventados na elucidação etiológica dessas condições. No atual projeto de pesquisa reunimos 6 propostas originais de estudos genéticos e epigenéticos, utilizando metodologias robustas e avançadas em grande coortes de pacientes (500 índices) com distúrbios caracterizados pela hiperativação central ou periférica (autônoma) do eixo reprodutivo, incluindo puberdade precoce central familial e esporádica, puberdade precoce periférica devido a autonomia ovariana (síndrome de McCune Albright) e síndrome dos ovários policísticos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)