Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de uma plataforma analítica pioneira para caracterização de bioterapêuticos e biossimilares em Brasil

Processo: 20/05794-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de julho de 2021 - 31 de março de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise e Controle de Medicamentos
Pesquisador responsável:Miriam Sanz Roldán
Beneficiário:Miriam Sanz Roldán
Empresa:MS Soluções Analíticas Pesquisa e Consultoria Eireli
CNAE: Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências físicas e naturais
Município: São Paulo
Pesquisadores principais:
Mariah de Almeida Ultramari
Pesq. associados:Ernani Pinto Junior ; Roberto Kopke Salinas
Assunto(s):Biofarmacologia  Biofármacos  Tratamento farmacológico  Espectrometria de massas  Ressonância magnética nuclear  Anticorpos monoclonais 

Resumo

Os biológicos (também chamados de biofármacos ou bioterapêuticos) são uma família inovadora de medicamentos que estão revolucionando o tratamento de muitas doenças graves, como o câncer, as doenças autoimunes e diabetes. Estruturalmente, estes medicamentos biológicos são macromoléculas de alta complexidade, fundamentalmente proteínas produzidas a partir de organismos vivos geneticamente modificados. Portanto, são de difícil produção e bastante onerosos. Como consequência e apesar de seus grandes benefícios no tratamento de doenças crônicas e agudas, sua prescrição em países emergentes ainda é muito limitada. Recentemente, muitas patentes de produtos biológicos se expiraram, e outras expirarão nos próximos anos, o que tem propiciado o surgimento de um atraente mercado de biossimilares. Os biossimilares são versões altamente semelhantes dos medicamentos biológicos originais ou inovadores. Estas versões possuem um perfil de segurança, potência e pureza similar ao perfil do produto biológico de referência, mas a um preço menor. Oferecem portanto, uma alternativa de menor custo para pacientes e sistemas de saúde. Nesse contexto, e para evitar um ônus no orçamento da saúde, as autoridades brasileiras promoveram um plano de benefícios a longo prazo que incentiva a produção local de biossimilares (o programa de Parcerias para o Desenvolvimento Produtivo PDP). Vários acordos entre instituições públicas e privadas bem como políticas estratégicas de mercado estão sendo abordadas com o intuito de aumentar a competitividade e o equilíbrio de preços destes medicamentos. No entanto, garantir um caminho eficiente e seguro que traga os biossimilares ao mercado é uma tarefa extremamente desafiadora. Como esperado pela sua complexidade estrutural, estudos analíticos extensos e complexas técnicas são necessárias para comparar dois produtos biofarmacêuticos e estabelecer sua biossimilaridade. Deve ser realizados uma exaustiva caracterização no biofármaco, junto com um abrangente estudo dos Atributos Críticos de Qualidade (CQAs) rigorosamente regulamentados pelas diretrizes do Comitê Internacional de Harmonização (ICH). A aplicação dessa abordagem holística revela vários desafios para as agências reguladoras e do setor, que exigem técnicas de ponta e pessoal especializado para realizar uma caracterização confiável e precisa do produto. Para abordar essas questões, neste projeto, propomos o desenvolvimento e a implementação de uma plataforma analítica pioneira para uma caracterização exaustiva de biofármacos e biossimilares. Especial atenção será colocada em considerações práticas, como a minimização da formação de artefatos durante a preparo da amostra, caracterização de substâncias relacionadas ao produto e impurezas relacionadas ao processo, como proteínas da célula hospedeira, busca de estratégias de sequenciamento eficientes, automação, mapeamento quantitativo de peptídeos e implementação de um fluxo de trabalho para métodos de atributos múltiplos por LC-HRMS para caracterização e controle de qualidade. O fluxo de trabalho geral deverá ser extremamente reprodutível e confiável, e capaz de obter resultados precisos e exatos de maneira econômica. Como objetivo central, o fluxo de trabalho proposto poderá ser aplicado adequadamente para avaliar e monitorar os CQAs (Control Quality Attributes) requeridos pelas agências reguladoras nacionais (Agência Nacional de Vigilância Sanitária, ANVISA), com foco no processo de aprovação e desenvolvimento de biológicos e biossimilares e no controle de qualidade. Portanto, contribuindo para o sucesso do licenciamento do bioterapêutico e da qualidade farmacêutica, suprindo a demanda atual no país de terapias biológicas acessíveis e especializadas. Por fim, o aumento do acesso a biossimilares pode economizar até R $ 0,4 bilhão por ano ao Ministério da Saúde, enquanto expande as opções de tratamento para os pacientes. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)