Busca avançada
Ano de início
Entree

Silenciamento transcricional de FoxP3 mediado por aptâmero inibe células T regulatórias e potencializa resposta antitumoral

Processo: 21/04714-4
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de agosto de 2021 - 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia
Pesquisador responsável:Marcio Chaim Bajgelman
Beneficiário:Marcio Chaim Bajgelman
Instituição Sede: Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (Brasil). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:19/04458-8 - Desenvolvimento de nanopartículas biológicas para potencialização da resposta imune antitumoral, AP.R
Assunto(s):Neoplasias  Imunoterapia  Interferência de RNA  Imuno-oncologia  Linfócitos T reguladores 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Aptâmero | câncer | imunoterapia | RNAi | Treg | 4-1Bb | imunoterapia de câncer

Resumo

A inibição de mecanismos imunossuprossores por meio do bloqueio de checkpoints imunológicos pode levar ao fortalecimento da imunidade antitumoral, entretanto, outros mecanismos também podem ser empregados para potencializar a resposta antitumoral. As células T regulatórias desempenham um importante papel no controle da imunossupressão, apresentando a propriedade única de inibir a proliferação de células T. Essas células T regulatórias podem migrar para sítios tumorais ou mesmo serem geradas a partir da conversão de células T por sinalizações do miocroambiente no sítio tumoral. Devido a alta similaridade de células T e outros linfócitos, as estratégias disponíveis para inibição desta população são não específicas e podem antagonizar a resposta imune antitumoral. Neste trabalho, apresentamos uma nova estratégia para inibição de células T regulatórias baseada no uso de aptâmeros quiméricos de siRNA dirigidos um marcador de ativação, para inibição transcricional de FoxP3, que é essencial no controle do fenótipo imunossupressor de T regulatórias. O Silenciamento de foxp3 inibe o fenótipo imunossupressor de células T regulatórias e potencializa o efeito antitumoral da vacina terapêutica GVAX, em animais imunocompetentes desafiados com tumores singenicos. Essa nova estratégia destaca uma alternativa para antagonizar a função de células T regulatórias para aumentar a atividade antitumoral. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)