Busca avançada
Ano de início
Entree

Busca de metabólitos bioativos com ação antiparasitária em espécies vegetais de regiões de Mata Atlântica e Cerrado - uma abordagem química, fenotípica e metabolômica

Resumo

No presente projeto será dada continuidade aos estudos de prospecção de moléculas bioativas, especialmente com ação antiparasitária (antileishmania, antitripanosoma e/ou anti-helmíntica), oriundas de espécies vegetais pertencentes principalmente à Annonaceae, Asteraceae, Lauraceae e Piperaceae de ocorrência em áreas de Mata Atlântica e de Cerrado do Estado de São Paulo. Para tanto, as espécies serão coletadas e seus extratos preparados, sendo que aqueles que apresentarem comprovada ação antiparasitária serão submetidos a processos de desreplicação molecular por meio de análise via CLAE/EM auxiliada pela plataforma aberta Global Natural Products Social Molecular Networking (GNPS). Uma vez reconhecidas novas entidades químicas bioativas, as mesmas serão isoladas por fracionamento cromatográfico e caracterizadas estruturalmente por técnicas espectroscópicas/espectrométricas (UV, IV, RMN, EM, CD, DCV). Após identificação das substâncias ativas, as mesmas poderão submetidas a modificações moleculares guiadas por análise de propriedades ADME/Tox in silico visando à otimização das atividades biológicas e/ou redução da toxicidade. Adicionalmente, pretende-se, nessa proposta, realizar ensaios específicos para definição do modo de ação fenotípico das substâncias com comprovada atividade em relação ao parasita, em especial a avaliação no poro de membrana e estudos ultraestruturais bem como usar ferramentas metabolômica (CLAE/EM e CG/EM, em conjunto com analises quimiométricas) para estudar o efeito na produção de metabólitos no parasita, após o tratamento com as substancias testadas, visando corroborar as informações fenotípicas. Finalmente, os compostos selecionados (naturais ou semissintéticos) que possuírem elevado potencial in vitro, reduzida toxicidade e que atenderem aos critérios preconizados pelas análises via ADME/Tox in sílico, serão submetidas a estudos pré-clínicos. Desta forma, o presente projeto pretende acrescentar novos compostos com comprovada atividade farmacológica ao restrito arsenal terapêutico dessas doenças negligenciadas, fornecendo ferramentas para o desenvolvimento de novas drogas de origem vegetal. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)