Busca avançada
Ano de início
Entree

Estabilidade macroevolutiva prediz padrões de interações de espécies em redes de frugivoria

Processo: 21/05478-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de agosto de 2021 - 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Teórica
Pesquisador responsável:Tiago Bosisio Quental
Beneficiário:Tiago Bosisio Quental
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Macroevolução 

Resumo

Avaliar os mecanismos que afetam a montagem de redes ecológicas é a chave para compreender as mudanças na biodiversidade em escalas de tempo geológico. Combinamos análises de taxas de diversificação com descritores de rede de interação de 468 espécies de pássaros pertencentes a 29 redes de dispersão de sementes para mostrar que as espécies de pássaros que mais contribuem para a estrutura de rede das interações planta-frugívoro pertencem a linhagens que mostram maior estabilidade macroevolutiva. Essa associação é mais forte em ambientes mais quentes, úmidos e menos sazonais. Inferimos que o mecanismo de "seleção" macroevolutiva atua através do pool regional de espécies por classificar as espécies com base nas diferenças relativas disponíveis nas taxas de diversificação, em vez de nas taxas absolutas. Nossos resultados ilustram como a interação entre os padrões de interação e a dinâmica de diversificação pode moldar a organização e a dinâmica de longo prazo das redes ecológicas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)