Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos extrareprodutivos da melatonina sobre o sistema genital e mamário

Processo: 18/24224-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de outubro de 2021 - 30 de setembro de 2026
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:José Maria Soares Junior
Beneficiário:José Maria Soares Junior
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesquisadores principais:
Edmund Chada Baracat ; Manuel de Jesus Simões
Pesq. associados:José Cipolla Neto ; LEA TAMI SUZUKI ZUCHELO ; Regina Célia Teixeira Gomes
Assunto(s):Ginecologia  Neoplasias mamárias  Melatonina  Genitália feminina  Mama  Células da granulosa  Estrógenos 

Resumo

A melatonina é um hormônio pineal indolaminérgico que participa, de forma importante, da regulação dos sistemas cardiovascular, neurológico, imunológico, tegumentar, endócrino, em particular, do metabolismo e dos processos reprodutivos. No sistema reprodutor, sabe-se que a melatonina participa de processos fisiológicos desde a liberação do GnRH no hipotálamo até a receptividade endometrial. Contudo, há aspectos ainda pouco explorados da melatonina que este projeto temático pretende explorar, como, avaliar as ações da melatonina na proliferação, na angiogênese e na apoptose, bem como no sistema imune local e sobrevivência celular. Dessa forma, o objetivo primordial que permeia todos os subprojetos deste temático, é estudar as possíveis ações não reprodutivas da melatonina em tecidos que sofre grande influência do estrogênio, como tecido mamário e ovariano. Assim, o subprojeto #1 visa entender a participação da melatonina na Carcinogênese Mamária em pacientes com receptor de estrogênio, enquanto o subprojeto #2 visa entender os mecanismos envolvidos na o papel melatonina sobre a ação do estrogênio (bem como sua interação com outros hormônios como a prolactina, em modelos tanto "in vitro", como "in vivo". Além disso (subprojeto #3), iremos verificar essas interações funcionais, em cultura celular primária de células da granulosa, onde estudaremos processos de angiogênese e os sistemas Hif1± e STAT3, relacionados com do crescimento tumoral, proliferação e sobrevivência celular. Todos estes conhecimentos serão usados no subprojeto #4 para analisar o impacto da melatonina na sobrevivência do enxerto ovariano. Os subprojetos que analisam os efeitos da melatonina nos tecidos do sistema genital e mamário, em especial aquilatar sua ação antiproliferativa, apopótica, angiogênica e antioxidante. Assim, nos pois primeiros subprojetos procuramos melhor compreender os mecanismos pelos quais a melatonina atua no crescimento e na disseminação das células neoplásicas. No terceiro subprojeto nosso objetivo foi avaliar a interação da melatonina com o estrogênio nos mecanismos intracelulares da proliferação, angiogênese e apoptose em células não tumorais estrogênio-dependentes do ovário (células da granulosa). Desse modo, podemos comprovar se os mecanismos de ação são similares em tecidos neoplásicos e não neoplásicos. Por fim, no quarto subprojeto, nosso objetivo é avaliar a qualidade e a sobrevida do transplante autólogo do tecido ovariano em animais. Verificar também se os mecanismos de ação da melatonina são semelhantes. Esses resultados podem ser translacionados para pacientes jovens, no período reprodutivo, que tiveram Câncer de Mama. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)