Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização do comportamento de células proliferativas na mucosa gástrica de ratos: efeitos imediatos e tardios do desmame precoce

Processo: 20/05117-7
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2021 - 31 de janeiro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Patrícia Gama
Beneficiário:Patrícia Gama
Instituição Sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Israel Tojal da Silva
Bolsa(s) vinculada(s):22/03473-6 - Proliferação e diferenciação na mucosa gástrica: investigação de genes-alvo, BP.TT
Assunto(s):Crescimento e desenvolvimento  Desmama precoce  Estômago  Células parietais gástricas  Miofibroblastos  Células zimogênicas  Proliferação celular 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Células parietais | Células zimogênicas | desenvolvimento pós-natal | Desmame precoce | estomago | miofibroblastos | Proliferação celular em tecidos de renovação rápida

Resumo

O corpo gástrico apresenta mucosa espessa formada por glândulas tubulares que se abrem em fossetas na superfície, e essas glândulas são divididas em três segmentos: istmo, colo e base. Em publicações recentes (2019-2020), identificou-se que em indivíduos adultos células proliferativas concentram-se entre o istmo e o colo, porém a base glandular apresenta um segundo nicho responsável pela reposição lenta de células zimogênicas. Durante o desenvolvimento pós-natal os nichos proliferativos ainda não estão determinados, fazendo com que células em ciclo celular estejam distribuídas ao longo da glândula. Sabe-se que a interação entre epitélio e tecido conjuntivo é essencial para a comunicação molecular, e os miofibroblastos presentes na lâmina própria podem produzir moléculas regulatórias para os nichos proliferativos e afetar a distribuição e atividade de células tronco e progenitoras. Apesar dos diversos estudos e do grande debate sobre a caracterização da célula-tronco gástrica, ainda se desconhece o(s) marcador(es) e discute-se a existência dessa população. Durante o desenvolvimento pós-natal, o desmame precoce altera a proliferação celular gástrica e desloca as células em ciclo em direção ao istmo da glândula, mas desconhecemos os elementos determinantes para o estabelecimento dos nichos identificados em adultos, e como esse movimento é influenciado, em termos moleculares, pelo padrão alimentar. Nossa proposta tem como objetivo geral a avaliação dos elementos que formam os gradientes que estabelecem e contribuem para os nichos de células-tronco e que determinam sua proliferação e migração, tanto em filhotes quanto em adultos, e a observação dos efeitos imediato e tardio do desmame precoce nessa população. Mais especificamente, durante o desenvolvimento pós-natal, ratos Wistar serão submetidos ao desmame precoce (15 dias) e o estômago será coletado em diferentes idades para avaliação de: a) moléculas expressas por células parietais e zimogênicas, que possam ser determinantes para o estabelecimento dos nichos e sua sinalização- procedimento por separação de células, sequenciamento e análise de transcriptoma; b) localização de moléculas regulatórias importantes para o estabelecimento dos nichos; c) migração celular; d) identificação de miofibroblastos e sua atividade secretória, e e) distribuição de miofibrolastos na mucosa gástrica sob bloqueio da atividade de receptores de glicocorticoides, que já foram identificados como agentes reguladores da proliferação celular e do compartimento proliferativo. Os resultados obtidos serão agrupados e analisados estatisticamente por meio do Prisma Software e do R Studio. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)