Busca avançada
Ano de início
Entree

Microbiômica e proteômica na comunicação de bactérias ácido láticas, potencializando a ação contra Salmonella Heidelberg em frangos de corte pelas bactérias da microbiota intestinal

Processo: 21/10630-8
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2022 - 31 de janeiro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Adriano Sakai Okamoto
Beneficiário:Adriano Sakai Okamoto
Instituição Sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Josias Rodrigues ; Lucilene Delazari dos Santos ; Raphael Lucio Andreatti Filho
Assunto(s):Frangos de corte  Carne de frango  Doenças das aves  Salmonelose  Percepção de Quorum  Probióticos  Bactérias ácido lácticas  Lactobacillus 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:frango de corte | Lactobacillus | probiótico | quorum sensing | salmonelose | Patologia aviária

Resumo

Segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal, no ano de 2019, o Brasil se alocou no 1° lugar em exportações de carne de frango, aumentando a preocupação com sanidade, favorecendo ainda mais essa evolução. Porém, a disseminação de patógenos continua sendo um desafio, principalmente da Salmonella spp., bactéria causadora da salmonelose, uma enfermidade que pode atingir as aves, sendo considerada uma das zoonoses mais comuns e importantes. Assim, como prevenção à colonização da mucosa intestinal por enteropatógenos, produtos com a função de modular a microbiota intestinal da ave, tais como os probióticos, majoritariamente compostos por bactérias ácido láticas (BALs) foram desenvolvidos. Além do antagonismo direto sobre as salmonelas, as BALs exercem um mecanismo de comunicação bacteriana, o qual impele a microbiota intestinal a inibir o patógeno de forma coletiva. Ao alcançar uma densidade populacional mínima, esse comportamento é desencadeado, levando ao reconhecimento e secreção de peptídeos indutores. O objetivo desse estudo será avaliar a potencialização da inibição de Salmonella Heidelberg por amostras de bactérias ácido láticas, in vitro e in vivo, moduladas por indutores da comunicação bacteriana, analisando a composição do indutor por proteômica e avaliação da microbiota cecal da ave por análise microbiômica antes e após a comunicação bacteriana. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)