Busca avançada
Ano de início
Entree

Seleção sexual em vespas sociais neotropicais

Resumo

A seleção sexual é o mecanismo evolutivo pelo qual certas características são favorecidas (sexualmente selecionadas) quando aumentam as chances reprodutivas de um indivíduo. Esta tem sido amplamente estudada em uma variedade de organismos. Ainda assim, alguns grupos têm recebido relativamente pouca atenção. Esse é o caso dos himenópteros sociais (abelhas, formigas e vespas). Sistemas de acasalamento como leks e enxames típicos destes insetos são caracterizados por alta variância no sucesso reprodutivo de machos, promovendo intensa competição por oportunidades reprodutivas neste sexo e resultando em seleção intrassexual. Já a variância na qualidade reprodutiva de machos e fêmeas quanto a fertilidade, oportunidades reprodutivas e compatibilidade genética promove a escolha do parceiro de acasalamento resultando em seleção intersexual. A monandria é relativamente comum nos insetos sociais. Em algumas linhagens, uma monandria funcional é alcançada por viés na utilização de espermatozoides de determinado macho (quando fêmeas poliândricas utilizam espermatozoides de apenas um macho). Em outras linhagens, fêmeas utilizam espermatozoides de vários machos, sendo funcionalmente poliândricas. A poliandria pode promover a competição espermática e escolha críptica da fêmea. A pesquisa sobre seleção sexual em himenópteros sociais foi impulsionada pelo sucesso obtido com abelhas nas últimas décadas, o que resultou na expansão das pesquisas de forma a incluir formigas e, mais recentemente, vespas. Quanto as vespas, a maior parte dos estudos se concentram nas poucas espécies da região temperada enquanto a alta diversidade de espécies neotropicais permanece pouco investigada. A região neotropical difere fortemente da região temperada em termos de disponibilidade temporal de recursos, clima e interações biológicas, resultando em grandes diferenças nas oportunidades reprodutivas para organismos em geral e possivelmente refletindo em adaptações particulares na sua biologia. Nesse sentido, a diversidade de espécies e as peculiaridades ecológicas da região neotropical resultam em grande potencial de expansão do conhecimento. De maneira ainda mais geral, a pesquisa com insetos sociais também é marcada pela escassez de estudos com machos, sendo estes considerados o "gênero negligenciado". Estudar machos destes insetos pode compensar tal viés, contribuindo para melhor compreender a biologia reprodutiva e seus efeitos na sociobiologia das espécies. A presente proposta visa testar hipóteses sobre seleção sexual em vespas sociais neotropicais (Hymenoptera:Vespidae:Polistinae). Pretende-se investigar o papel dos diferentes componentes relacionados a este mecanismo evolutivo: Seleção sexual pré-copulatória (intrassexual e intersexual) e pós-copulatória (competição espermática e escolha críptica da fêmea). Tais objetivos serão alcançados pela integração de ferramentas e métodos provenientes de múltiplas disciplinas como a história natural, etologia, ecologia comportamental, ecologia química, genética molecular, fisiologia animal e biologia celular. Serão realizadas observações e experimentações em campo e em laboratório, e estas serão aplicadas tanto a nível intraespecífico como interespecífico. Espera-se identificar novas espécies modelo cujo estudo possa contribuir para ampliar o conhecimento sobre a seleção sexual. Este projeto também contempla o treinamento de vários estudantes de graduação e pós-graduação, bem como a colaboração entre pesquisadores do departamento e pesquisadores de outras instituições no país e exterior. Trata-se de uma oportunidade para consolidar a linha de pesquisa do pleiteante. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)