Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de jatos astrofísicos em alta resolução por meio de interferometria

Processo: 21/01183-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de março de 2022 - 28 de fevereiro de 2027
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia
Pesquisador responsável:Ciriaco Goddi
Beneficiário:Ciriaco Goddi
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Adam Ginsburg ; Alberto Sanna ; Anderson Caproni ; Elisabete Maria de Gouveia Dal Pino ; Francisco Colomer ; Gabriele Surcis ; Geoffrey Crew ; Hugo Galhardas Messias ; Huib van Langevelde ; Iván Martí Vidal ; Jacques Raymond Daniel Lépine ; Luca Moscadelli ; Lynn D. Matthews ; Michael Janssen ; Pedro Paulo Bonetti Beaklini ; Reinaldo Santos de Lima ; Remond Tilanus ; Rodrigo Nemmen da Silva ; Zulema Abraham
Assunto(s):Astrofísica estelar  Astrofísica extragaláctica  Formação de estrelas  Interferometria de Longa Linha de Base  Polarimetria  Jatos protoestelares  Jatos relativísticos  Instrumentação (astronomia)  Buracos negros supermassivos 

Resumo

Jatos astrofísicos são fenômenos energéticos bastante presentes na astronomia. Sua emissão abrange diferentes escalas, de estrelas jovens a buracos negros supermassivos e núcleos ativos de galáxias. Acredita-se que jatos desempenham um papel central no controle da acresção de massa em proto-estrelas e buracos negros, assim como o crescimento de galáxia via AGN feedback; apesar de sua importância, seu mecanismo de formação ainda é amplamente desconhecido. Isso se deve principalmente aos limites observacionais: a ejeção e a colimação do jato ocorrem nas regiões mais internas próximas à fonte central, sendo necessária uma resolução angular extremamente alta para observá-las. Neste contexto, a interferometria em ondas de rádio, e particularmente, a interferometria de longa linha de base (Very Long Baseline Interferometry, VLBI) realizada nos menores comprimentos de ondas de rádio (1mm ou menos), produz a maior resolução angular possível de ser obtida em solo na astronomia atual. O projeto proposto tem como objetivo estudar observacionalmente os jatos de AGNs e de proto-estrelas usando os melhores interferômetros de rádio da Terra. Isso inclui o Atacama Large Millimeter Array (ALMA) e o Event Horizon Telescope (EHT), que fez um avanço histórico publicando a primeira imagem de um buraco negro (divulgada em abril de 2019). Juntos, o EHT e o ALMA estão abrindo caminho para uma nova era da ciência. Em particular, o programa de observação proposto aqui permitirá um grande passo para a compreensão dos processos de acresção e de perda de massa na formação de estrelas de alta massa, do papel dos campos magnéticos na ejeção dos jatos e na regulação na acresção de massa dos buracos negros em AGNs. Nós pedimos o financiamento da FAPESP para começar um grupo de pesquisa de ponta no IAG/USP na área de interferometria em ondas de rádio e astrofísica observacional de jatos. será o primeiro grupo no Brasil a integrar o EHT. O PI também lidera os esforços para incluir o LLAMA na rede do EHT o que possibilitará que o estado de São Paulo participe de uma ciência inovadora no campo dos buracos negros supermassivos e da astrofísica relativística de jatos. Este projeto é de importância estratégica para o Brasil no contexto da nova Ibero-American VLBI Initiative (IVIA), que visa estabelecer a primeira rede de VLBI na América do Sul. Como tal, terá implicações mais amplas, conforme apontado recentemente no Anais da Academia Brasileira de Ciências. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)