Busca avançada
Ano de início
Entree

Peroxissomos como mediadores dos efeitos metabólicos do óleo de peixe na obesidade e doenças metabólicas associadas

Processo: 22/00324-0
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2022 - 30 de abril de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Convênio/Acordo: Texas Tech University
Proposta de Mobilidade: SPRINT - Projetos de pesquisa - Mobilidade
Pesquisador responsável:William Tadeu Lara Festuccia
Beneficiário:William Tadeu Lara Festuccia
Pesq. responsável no exterior: Naima Moustaid-Moussa
Instituição no exterior: Texas Tech University (TTU), Estados Unidos
Instituição Sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:20/04159-8 - Biologia e envolvimento de mTORC2 e mTORC1 no desenvolvimento da esteatose hepática e progressão para esteatohepatite e hepatocarcinoma, AP.TEM
Assunto(s):Metabolismo  Obesidade  Dieta hiperlipídica  Peroxissomos  Ácidos graxos ômega-3  Ácido eicosapentaenoico  Ácidos docosa-hexaenoicos  Estresse oxidativo  Metabolismo de glucose 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Fish Oil | metabolism | Obesity | Omega 3 fatty acids | Metabolismo

Resumo

O objetivo deste projeto é investigar o envolvimento dos peroxissomos como mediadores das ações benéficas e protetoras dos ácidos graxos polinsaturados ômega 3 (n-3) contra o desenvolvimento da obesidade e doenças metabólicas associadas. Mais especificamente, iremos avaliar o efeito da disfunção dos peroxissomos em hepatócitos ou adipócitos no aumento do gasto energético e sensibilidade à insulina e redução da inflamação induzidos pelos n-3. Para isto, camundongos com deficiência de Pex5 em hepatócitos ou adipócitos serão alimentados com dietas hiperlipídicas produzidas com banha de porco ou óleo de peixe enriquecido com os n-3 ácidos eicosapentanoicos (EPA) e docosahexanoico (DHA) por 8-12 semanas e avaliados para o peso corporal, ingestão alimentar, gasto energético, adiposidade, homeostase da glicose (GTT, ITT e PTT), oxidação mitocondrial e peroxissomal de ácidos graxos, respiração e desacoplamento mitocondrial, produção de peróxido de hidrogênio, ciclo fútil metabólico, estresse oxidativo, inflamação, sinalização da insulina, lipidoma e expressão gênica de proteínas envolvidas no metabolismo. Hepatócitos e adipócitos com deficiência peroxissomal ou não serão avaliados para o consumo de oxigênio, oxidação de ácidos graxos, metabolismo da glicose e estresse oxidativo após tratamento com EPA e/ou DHA. Este projeto foi desenvolvido em colaboração com a Profa Moustaid-Moussa da TTU e representa a continuação de uma colaboração de sucesso entre os grupos nos últimos 4 anos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)