Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do hidrogênio sobre o desempenho estrutural de ligas metálicas: integrando ciência e engenharia

Resumo

O hidrogênio verde possui um enorme potencial para se tornar um dos pilares centrais da transformação energética necessária para limitar os efeitos do aquecimento global. A incorporação do hidrogênio no sistema de produção energética também irá colaborar com a demanda de energia elétrica de fontes renováveis e, ainda, servir como armazenamento de energia de longo prazo. Consequentemente, a demanda crescente de hidrogênio como uma fonte energética de amplo espectro motivará de forma vigorosa esforços de P&D abrangendo a infraestrutura de produção e transporte às aplicações finais. Entretanto, um dos desafios-chave de uma economia baseada em hidrogênio é a garantia de operações seguras e se falhas da infraestrutura para produção e transporte, incluindo armazenamento e transporte de hidrogênio por meio de dutos e tubulações de alta pressão. Embora tubulações fabricadas em aços de alta resistência (por exemplo, aços grau API X70 ou X80) tenham um histórico de comprovado desempenho sob condições normais de serviço, elas são extremamente suscetíveis à degradação do material pela presença de hidrogênio na forma gasosa. Este projeto de pesquisa objetiva a abordagem dos tópicos críticos associados à avaliação robusta e acurada dos efeitos da fragilização por hidrogênio em materiais metálicos e, mais especificamente, o desenvolvimento de uma metodologia robusta e efetiva para avaliar e prever a resistência à fratura remanescente de aços de alta resistência e ligas de níquel afetadas pela fragilização induzida pelo hidrogênio. Os fundamentos para esta linha de investigação foram estabelecidos durante projetos colaborativos entre Prof. Diego. F. B. Sarzoza (investigador associado do Núcleo Avançado em Mecânica da Fratura e Integridade Estrutural - NAMEF - da Escola Politécnica da USP) e Prof. Marcelo Paredes (Department of Ocean Engineering, Texas A&M). Uma série de workshops tecnológicos organizados pela American Society of Mechanical Engineers (ASME) também identificaram o trincamento assistido por hidrogênio (hydrogen assisted cracking - HAC) como um dos problemas críticos associados à infraestrutura para armazenamento e transporte de hidrogênio por meio de dutos e tubulações de alta pressão. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)