Busca avançada
Ano de início
Entree

Valorização integral de subprodutos de soja e de trigo gerados no Brasil e no Reino Unido: uma abordagem de agregação de valor em cascata

Processo: 22/00645-0
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2022 - 31 de dezembro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Convênio/Acordo: University of Manchester
Proposta de Mobilidade: SPRINT - Projetos de pesquisa - Mobilidade
Pesquisador responsável:Cristiano Soleo de Funari
Beneficiário:Cristiano Soleo de Funari
Pesq. responsável no exterior: Jesus Esteban Serrano
Instituição no exterior: University of Manchester, Inglaterra
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/06216-6 - Desenvolvimento de metodologias analíticas verdes na busca por compostos orgânicos de alto valor agregado em resíduos agrícolas, AP.JP
Assunto(s):Química verde  Química de produtos naturais  Aproveitamento de subprodutos  Sistema de valorização de resíduos  Biomassa  Compostos orgânicos  Bioeconomia  Biorrefinarias  Solventes eutéticos naturais profundos 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:bioeconomy | Biorefinary | green chemistry | Natural Deep Eutectic Solvents | Waste valorization | Química de produtos naturais

Resumo

A Organização das Nações Unidas preconizam pesquisas voltadas à conversão de subprodutos agroalimentares em recursos úteis para a sociedade por meio de estratégias avançadas de agregação de valor baseadas em tecnologias verdes. Para contribuir com a economia circular e mitigar os efeitos perniciosos que o excesso de subprodutos agrícolas pode causar, esses podem ser utilizados como matérias-primas para a produção de produtos químicos e materiais de alto valor agregado, o que contribuiria para o desenvolvimento de uma bioeconomia. Um exemplo de resíduos abundantes relevantes para as atividades agrícolas brasileiras são galhos, folhas e vagens de soja, de onde podem ser extraídas isoflavonas e outros compostos, que se acumuladas no ambiente podem se tornar contaminantes, mas que possuem valor nutracêutico. No caso do Reino Unido, as cascas de trigo são um dos resíduos mais abundantes, a partir dos quais podem ser obtidos carotenoides e fitoesteróis, também com características valiosas como aditivos alimentares. Além destes, a principal composição dos resíduos agrícolas é a biomassa lignocelulósica, a partir da qual outros produtos químicos podem ser produzidos. Uma alternativa interessante é a produção de furanos como 5-hidroximetilfurfural (HMF), 5-clorometilfurfural (CMF) ou furfural (Fur), que representam produtos químicos de destaque a partir dos quais podem ser obtidos biocombustíveis ou outros materiais. O presente projeto visa a valorização de resíduos, primeiro extraindo produtos químicos e depois utilizando a fração de biomassa remanescente. Este projeto apoiará o projeto Jovem Pesquisador FAPESP em andamento (ref. 2017/06216-6) intitulado “Desenvolvimento de metodologias analíticas verdes na busca por compostos orgânicos de alto valor agregado em resíduos agrícolas”. O impacto deste projeto ajudará a ampliar nossa rede de pesquisa de excelência e permitirá estabelecer vínculos com parceiros industriais interessados em compostos orgânicos ativos e combustíveis de biomassa. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)