Busca avançada
Ano de início
Entree

Em tempos de COVID-19: iniciação sexual, socialização e exposição ao risco de jovens de escolas públicas de ensino médio

Processo: 21/08571-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2022 - 29 de fevereiro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia
Pesquisador responsável:Cristiane da Silva Cabral
Beneficiário:Cristiane da Silva Cabral
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Júlio Assis Simões ; Laura Elaine Ferguson ; Michel Bozon ; Sofia Mary Gruskin ; Vera Silvia Facciolla Paiva
Bolsa(s) vinculada(s):22/08889-6 - Em tempos de COVID-19: iniciação sexual, socialização e exposição ao risco de jovens de escolas públicas de ensino médio, BP.PD
Assunto(s):Antropologia médica  Pandemias  COVID-19  Jovens  Sexualidade  Sociabilidade  Políticas públicas 

Resumo

Em tempos de COVID-19 e das necessárias práticas de autocuidado, de distanciamento e cuidado com os outros, interações e práticas sociais de adolescentes e jovens os tem colocado em risco de infecção pelo SARS-CoV2 e podem expor ao risco de infecção e adoecimento por COVID-19 outras pessoas nas casas e comunidades onde vivem, trabalham e estudam. O UN Research Roadmap for the COVID-19 Recovery define adolescentes como grupo prioritário a ser abordado. A sociabilidade juvenil na pandemia tem sido tema pouco explorado em pesquisas sobre as respostas sociais e programáticas à pandemia. Convidando para entrevistas uma amostra de jovens de 16-19 anos, estudantes de escolas públicas de ensino médio que vivem em territórios de maior vulnerabilidade social na cidade de São Paulo, visamos qualificar serviços de atenção à saúde dos adolescentes e jovens e os projetos de prevenção integral em curso, investigando como as desigualdades socioeconômicas e de gênero exacerbadas pela pandemia marcam a iniciação sexual e a dinâmica das interações sociais e sexuais, com impacto na prevenção ao SARS-CoV-2. Urge superar o silêncio sobre sexualidade juvenil na pandemia para poder articular a prevenção da gravidez imprevista, das IST/Aids e da violência no contexto prolongado da epidemia com a necessidade de manter o distanciamento físico e uso de máscaras por longo tempo. Ademais, esse estudo pretende superar dificuldades metodológicas enfrentadas nos projetos em andamento, especialmente quando abordam sexo na pandemia, produzindo evidências que, na mesma direção do Roadmap, realçam a potência das abordagens baseadas em direitos humanos e consideram necessária a diminuição da desigualdade enquanto se promove saúde. Estudantes de ensino médio podem ser preciosos “interlocutores-pesquisadores” sobre processos sociais e psicossociais marcados e modificados definitivamente pela dinâmica da epidemia local, que terá efeitos de longa duração. O projeto contribuirá para a construção de políticas de prevenção integral nas escolas a partir da perspectiva juvenil, tanto no contexto de epidemia de COVID-19 não controlada como no caminho da recuperação (recovery), sem perder de vista os determinantes sociais do processo saúde-doença. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)