Busca avançada
Ano de início
Entree

Rastreio e manejo de sintomas de ansiedade e do consumo prejudicial de álcool durante a pandemia da COVID-19: avaliação da viabilidade e efetividade de um protocolo de intervenção preventiva por telefone

Processo: 21/12471-4
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2022 - 28 de fevereiro de 2025
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem Psiquiátrica
Pesquisador responsável:Divane de Vargas
Beneficiário:Divane de Vargas
Instituição Sede: Escola de Enfermagem (EE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Caroline Figueira Pereira
Bolsa(s) vinculada(s):23/13389-5 - Rastreio e manejo de sintomas de ansiedade e do consumo prejudicial de álcool durante a pandemia da covid 19 : avaliação da viabilidade e efetividade de um protocolo de intervenção preventiva por telefone, BP.TT
23/13390-3 - Rastreio e manejo de sintomas de ansiedade e do consumo prejudicial de álcool durante a pandemia da covid 19 : avaliação da viabilidade e efetividade de um protocolo de intervenção preventiva por telefone, BP.TT
22/10978-7 - Rastreio e manejo de sintomas de ansiedade e do consumo nocivo de álcool durante a pandemia da covid 19 : avaliação da viabilidade e efetividade de um protocolo de intervenção preventiva por telefone, BP.TT
22/11050-8 - Rastreio e manejo de sintomas de ansiedade e do consumo nocivo de álcool durante a pandemia da covid 19 : avaliação da viabilidade e efetividade de um protocolo de intervenção preventiva por telefone, BP.TT
22/09151-0 - Rastreio e manejo de sintomas de ansiedade e do consumo prejudicial de álcool durante a pandemia da covid 19 : avaliação da viabilidade e efetividade de um protocolo de intervenção preventiva por telefone, BP.TT
Assunto(s):Enfermagem em saúde mental  Atenção primária à saúde  Transtornos relacionados ao uso de substâncias  Ansiedade  Consulta remota  Telefone  Isolamento social  Pandemias  COVID-19 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:atenção primária a saúde | Enfermagem em atenção primária à saúde | Enfermagem em Saúde Mental | Enfermagem Psiquiátrica | Prevencão em saúde | transtornos relacionados ao uso de substâncias | Enfermagem em saúde mental

Resumo

O distanciamento físico e isolamento social são até o momento as medidas mais eficientes para redução da propagação do COVID-19. Se por um lado essa ação é eficiente no enfrentamento do surto, por outro, as consequências mais amplas do confinamento estão se acumulando rapidamente, dentre elas aumentos preocupantes de ansiedade, depressão e abuso de substâncias na população em geral, sugerindo uma deterioração da saúde mental nesse período. Esses fenômenos podem contribuir para o surgimento de patologias psiquiátricas severas e um aumento da necessidade de receber atendimento médico quando o distanciamento for relaxado. Diante desse quadro, são necessárias medidas preventivas e de rastreamento para o enfrentamento desses quadros, especialmente em períodos de afastamento e isolamento social como o imposto pela COVID-19. Na impossibilidade de intervenções face à face, abordagens psicossociais digitais, inclusive aquelas mais inclusivas como as realizadas por chamada de telefone podem se apresentar como estratégias para uso em serviços de saúde em situações em que o contato pessoal não seja possível, alcançando grande parcela da população que necessita de algum tipo de cuidado em saúde mental. Objetivos: Examinar a viabilidade e efetividade de um protocolo de intervenção preventiva em saúde mental composta pelo Relacionamento Interpessoal em Enfermagem em situações de Ansiedade - RIA e Intervenção Breve para redução do uso de álcool - IB, entregues por telefone para o manejo dos sintomas de ansiedade e/ou do uso prejudicial de álcool em usuários do serviço de Atenção Primária à Saúde durante e pós a pandemia COVID 19. Metodologia: A pesquisa será dividida em três fases: Fase 1- Construção do protocolo de intervenção e do manual da intervenção e treinamento da equipe da pesquisa; Fase 2 - Análise da viabilidade da intervenção - será realizada por um estudo prospectivo de um braço pré e pós intervenção e Fase 3 será caracterizada pela realização dos Ensaios Clínicos Randomizados (ECR) que visam identificar a efetividade das intervenções entregues por telefone para redução dos sintomas de ansiedade e/ou do consumo prejudicial de álcool em adultos atendidos em serviços de atenção primária à saúde da cidade de São Paulo. Os participantes serão recrutados em todas as fases através da agenda de consultas de serviços de APS da cidade de São Paulo. O rastreio inicial para o uso do álcool será realizado por meio do Alcohol Use Disorders Identification Test (AUDIT). E para avaliação do nível da ansiedade será utilizado o State - Trait Anxiety Inventory (STAI-6). Indivíduos que preencherem os critérios de inclusão receberão Intervenção Breve (IB) e o Relacionamento Interpessoal em enfermagem aplicado a ansiedade (RIA). Contribuições esperadas: As contribuições cientificas dessa proposta encontram-se na possibilidade de se identificar limites e possibilidades de intervenções utilizadas em contextos predominantemente presenciais em situações de distanciamento social, seus resultados podem ainda identificar as possíveis lacunas para o seu oferecimento de forma remota oferecendo dados para seu planejamento e implantação em situações futuras que exijam o distanciamento social. Caracteriza-se também como um Ensaio clinico randomizado sobre a efetividade das intervenções nos moldes propostos. Em consonância com pirâmide de intervenção para saúde mental e apoio psicossocial em emergências, as intervenções propostas nesse projeto podem ser planejadas e aplicadas em larga escala no contexto do sistema único de saúde, uma vez que podem ser utilizados por não especialistas no suporte a uma grande parcela de indivíduos, famílias e grupos que estejam vivendo ou tenham sobrevivido a situações relacionadas ao COVID-19 e outras calamidades semelhantes que possam se apresentar no futuro. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE VARGAS, DIVANE; LEON RAMIREZ, ERIKA GISSETH; PEREIRA, CAROLINE FIGUEIRA; DE OLIVEIRA, SHEILA RAMOS. Telenursing in mental health: effect on anxiety symptoms and alcohol consumption during the COVID-19 pandemic. REVISTA LATINO-AMERICANA DE ENFERMAGEM, v. 31, p. 11-pg., . (21/12471-4)
DIVANE DE VARGAS; ERIKA GISSETH LEÓN RAMÍREZ; CAROLINE FIGUEIRA PEREIRA; SHEILA RAMOS DE OLIVEIRA. Telenfermagem em saúde mental: efeito em sintomas de ansiedade e consumo de álcool durante a pandemia COVID-19. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 31, . (21/12471-4)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.