Busca avançada
Ano de início
Entree

Sobrecarga para a gestão em saúde pública em decorrência de desastre de mineração: estudo observacional sobre o impacto na saúde dos trabalhadores, a partir do caso de Brumadinho

Processo: 21/12362-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2022 - 31 de julho de 2024
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Paola Zucchi
Beneficiário:Paola Zucchi
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Maykon Andersom Pires de Novais ; Rita de Cássia Costa da Silva
Assunto(s):Administração de serviços de saúde  Desastres  Doenças ocupacionais  Saúde do trabalhador  Sistema Único de Saúde  Notificação de doenças  Brumadinho (MG) 

Resumo

O rompimento da barragem de rejeitos de minério da mina Córrego do Feijão, de propriedade da mineradora Vale, ocorrido em 2019, elevou o Brasil ao topo dos países com maior número de óbitos em acidentes dessa natureza. Trata-se da maior tragédia humana da história da mineração e o maior acidente de trabalho do país. Nesse contexto, o campo da gestão da saúde pública e da saúde do trabalhador ganha destaque ao se considerar o processo saúde-doença na sua articulação com o trabalho, levando em conta que novos processos e rotinas foram impostos aos profissionais que mantêm vínculo laboral em Brumadinho, cidade onde ocorreu o desastre. Esta pesquisa, portanto, busca responder se ocorreram modificações nas notificações de agravos e condições relacionados à saúde dos trabalhadores, a partir da hipótese de que houve uma sobrecarga na população trabalhadora, gerando investigações sobre agravos e condições de saúde, especialmente transtornos mentais e comportamentais relacionados ao trabalho. Objetivos: Avaliar o impacto nas notificações de agravos a saúde do trabalhador, antes e após o rompimento da barragem de rejeitos de mineração, em 25 de janeiro de 2019, no município de Brumadinho. Métodos: Será realizado estudo observacional, descritivo e analítico, de corte transversal, com abordagem quantitativa a partir da análise das fichas de investigação de agravos e condições relacionados ao trabalho disponível na base local do Sistema de Informação de Agravos de Notificação no período de janeiro de 2017 a dezembro de 2021. Resultados esperados: Acreditamos que haverá mudanças no perfil de notificações sobre agravos e condições de saúde relacionadas ao trabalho. A comparação entre as notificações de agravos e condições relacionadas a saúde dos trabalhadores no período pré e pós desastre, permitirá identificar possíveis correlações com o desastre e, consequentemente, auxiliar gestores e tomadores de decisão na organização de ações de prevenção e promoção da saúde dos trabalhadores, bem como na organização da Rede de Atenção à Saúde para o enfrentamento de situações de calamidade e acidentes graves. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)