Busca avançada
Ano de início
Entree

Centro de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento para inovação em Medicina e Saúde: inLab.iNova

Processo: 21/11905-0
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Centros de Ciência para o Desenvolvimento
Vigência: 01 de junho de 2022 - 31 de maio de 2027
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Giovanni Guido Cerri
Beneficiário:Giovanni Guido Cerri
Instituição Sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesquisadores principais:
Claudia da Costa Leite ; Eduardo Mario Dias ; Leandro Nunes de Castro Silva
Pesquisadores associados:Adriano Galindo Leal ; André Kazuo Takahata ; Antonio Valerio Netto ; Cristina Pires Camargo ; Jorge Futoshi Yamamoto ; Lilian Berton ; Moacyr Martucci Jr ; Ricardo Suyama ; Rodrigo Bonacin ; Umberto Tachinardi
Bolsa(s) vinculada(s):23/13355-3 - Projeto de Pesquisa sobre sistemas integrados de informação em saúde, incluindo grandes bases de dados, big data, inteligência artificial, modelos preditivos, tecnologias avançadas para diagnóstico, prevenção e tratamentos em Medicina, BP.TT
23/10867-3 - Identificação de ruídos em imagens de ressonância magnética funcional 7T usando inteligência artificial, BP.PD
Assunto(s):Biociências  Diagnóstico  Tecnologias da saúde  Ciência da computação  Inovações tecnológicas  Inteligência artificial  Sistemas de informação  Modelos preditivos  Telemonitoramento  Tratamento  Big data 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Big Data | Ciência da Computação | Ciências Biológicas | diagnóstico | diagnósticos | Inovação Tecnológica | Inteligência Artificial | Medicina | modelos preditivos | prevenção | prevenção e tratamentos em Medicina | Saúde | Sistemas de Informação | Tecnologias em Saúde | telemonitoramento | terapias | Terapias avançadas | tratamento | Ciência e Tecnologia aplicada à Medicina e Saúde

Resumo

Este documento trata do Projeto de Pesquisa sobre sistemas integrados de informação em saúde, incluindo grandes bases de dados (big data), inteligência artificial, modelos preditivos, terapias avançadas para diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças crônicas a ser realizado pelo Inova HC, Núcleo de Inovação Tecnológica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. A área de Medicina e Saúde é um campo científico essencial para o desenvolvimento da sociedade e evolução da humanidade. A recente pandemia mundial demonstrou quão fundamental e necessário é o desenvolvimento de novos métodos e técnicas para diagnóstico e terapêutica que permitam soluções rápidas e eficazes para os problemas de saúde. A aplicação de técnicas de Inteligência Artificial (IA) em Medicina e Saúde tem o potencial de aprimorar, agilizar e automatizar o diagnóstico e tratamento de algumas das principais doenças que afligem a humanidade. Neste aspecto, esta inovação permitirá um salto científico e tecnológico que poderá beneficiar milhares de pessoas e pacientes. Objetivos: Realizar pesquisas básicas e aplicadas orientadas a problemas, buscando produzir riquezas para o Brasil e contribuir para a garantia de direitos e qualidade de vida dos brasileiros; Realizar projetos em parceria com órgãos governamentais e não governamentais; Gerar Startups ou Spin-offs que incorporem resultados de pesquisas desenvolvidas pelo Centro em seus produtos ou serviços; Contribuir de forma substancial à formação de mão-de-obra qualificada nos níveis técnicos, tecnólogos, bacharéis e de pós-graduação lato e/ou stricto sensu na área de Inteligência Artificial aplicada nas áreas temáticas de Medicina e Saúde; Focar em pesquisa avançada científica e tecnológica comum, articulador das atividades de pesquisa a serem desenvolvidas, que é o campo de Inteligência Artificial em Medicina e Saúde. Neste projeto visamos implantar um Centro de Ciência para Desenvolvimento (CCD) de Pesquisas sobre sistemas integrados de informação em saúde, incluindo grandes bases de dados (big data), inteligência artificial, modelos preditivos, terapias avançadas para diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças crônicas na área de Saúde. O projeto é feito em conjunto entre a Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), o Hospital das Clínicas da FMUSP (HC), o Instituto de Radiologia do HC (InRad), a Escola Politécnica de Engenharia da USP (POLI). Esta parceria visa implementar plataformas, desenvolver métodos e criar novos algoritmos para apoio ao diagnóstico e terapêutica em Medicina e gestão em Saúde. O HCFMUSP atende cerca de 1,5 milhão de pacientes por ano. É o maior complexo de Medicina da América do Sul. Está vinculado à Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, responsável por uma população de 44 milhões de pessoas, para fins assistenciais. Está vinculado e à FMUSP para fins de ensino e pesquisa. A FMUSP possui 1.000 alunos de graduação e 2.000 de pós-graduação. A Pós-graduação stricto sensu da FMUSP é composta por 27 programas nos níveis de Mestrado Acadêmico, Mestrado Profissional e Doutorado, voltados à formação de pesquisadores e docentes de ensino superior. Possui aproximadamente 500 orientadores credenciados e protagoniza importante papel na produção científica do País, com publicações em periódicos de alto impacto em nível nacional e internacional. A Escola Politécnica de Engenharia da USP possui uma quantidade de alunos de graduação e pós-graduação equivalentes à Faculdade de Medicina. Estão previstos cursos de graduação e pós-graduação, em ambas as faculdades, pela USP. Esta plataforma tem o potencial de ser utilizada em unidades do SUS Sistema Único de Saúde. Primeiramente, pretendemos oferecer à SES-SP Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, e para todas as unidades federativas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)