Busca avançada
Ano de início
Entree

Controle do Câncer no estado de São Paulo (ConeCta-SP): do conhecimento à ação

Processo: 21/11794-4
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Centros de Ciência para o Desenvolvimento
Vigência: 01 de outubro de 2022 - 30 de setembro de 2027
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Victor Wünsch Filho
Beneficiário:Victor Wünsch Filho
Instituição Sede: Fundação Oncocentro de São Paulo (FOSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Pesquisadores principais:
Rossana Verónica Mendoza López ; Tatiana Natasha Toporcov
Pesquisadores associados:Adeylson Guimarães Ribeiro ; Alexandre Muxfeldt Ab Saber ; Arnaldo Sala ; Cristiane Murta Ramalho Nascimento ; Lise Cristina Pereira Baltar Cury ; Marcelo Luiz Balancin ; Marisa Ferreira da Silva Lima ; Sonia Aparecida Alves ; Sonia Dias Lanza Freire ; Stela Verzinhasse Peres ; Suzete Santos Alves ; Ulysses Ribeiro Júnior ; Vanderlei Cunha Parro
Bolsa(s) vinculada(s):23/09198-0 - Padrões de assistência oncológica e fluxo migratório de pacientes com Câncer no Estado de São Paulo, BP.PD
22/15539-1 - Transição de programa oportunístico de rastreamento do câncer de mama para organizado no estado de São Paulo, BP.PD
22/09419-3 - Transição de programas de rastreamento de Câncer oportunísticos para organizados: a experiência do Estado de São Paulo, BP.PD
Assunto(s):Planos governamentais de saúde  Políticas públicas  Epidemiologia  Detecção precoce de câncer  Estudos epidemiológicos  Programas de rastreamento  Registros de doenças 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Detecção precoce de câncer | Estudos epidemiológicos | Planos governamentais de saúde | programas de rastreamento | Registros De Câncer | Epidemiologia e Políticas Públicas

Resumo

A incidência e a mortalidade por câncer vêm aumentando continuamente no mundo e também no estado de São Paulo, cujas taxas de incidência estão entre as mais altas no país e a doença se impõe como a segunda causa de morte. É este o enorme desafio que buscamos enfrentar. A equipe de pesquisa formada por pesquisadores líderes em epidemiologia e patologia em oncologia da Fundação Oncocentro de São Paulo (FOSP), associada a profissionais da Secretaria de Estado da Saúde com amplo domínio das dificuldades operacionais do Sistema Único de Saúde, bem como pesquisadores de universidades, ONG com experiência na comunicação em oncologia e da Agência Internacional para Pesquisa em Câncer (IARC/WHO), projeta estratégias que possam, em espaço de tempo relativamente curto, contribuir para o controle do câncer no estado. O Eixo 1 do projeto insere-se no contexto do apelo da Organização Mundial da Saúde para eliminação do câncer do colo uterino como problema de saúde pública, propondo a redução da carga da doença em 30% até 2030, e reduzir a mortalidade por câncer de mama em 2,5% ao ano até 2040. Para atingir tais metas é necessário implementar rastreamento efetivo para esses dois tumores femininos com ampla cobertura populacional. Os desafios no cenário do Estado de São Paulo incluem a falta histórica da cultura de prevenção, a desigualdade no acesso aos cuidados de saúde, os mitos e estigmas da comunidade sobre câncer, todos resultando em baixas coberturas e falhas de acompanhamento das mulheres, mesmo onde serviços de triagem, confirmação diagnóstica e tratamento estão disponíveis. Portanto, o objetivo no Eixo 1 é, por meio de todo o ciclo de uma pesquisa de implementação, estruturar programas de rastreamento organizados, escaláveis e com base populacional para os tumores do colo do útero e de mama. No Eixo 2 são propostos seis subprojetos utilizando a grande base de dados (cerca de 1 milhão de casos) do Registro Hospitalar de Câncer de São Paulo (RHC/SP), coordenado pela FOSP, para gerar informações relevantes sobre os tumores mais incidentes para o planejamento da prevenção e melhoria da qualidade do atendimento oncológico no estado. A FOSP será a sede do CCD ConeCta-SP, uma vez que é responsável pela coordenação do Programa Estadual de Combate ao Câncer do Colo do Útero e de Mama em São Paulo e, também, pela coordenação do RHC/SP. A área de comunicação é essencial na concepção do projeto, buscando alcançar a população-alvo para rastreamento e, também, para divulgar os resultados produzidos em todo ecossistema de saúde e para a sociedade. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio::
La mortalidad por cáncer de mama y de cuello uterino vuelve a aumentar en el estado de São Paulo 
Mortalidade por câncer de mama e de colo do útero volta a subir no estado de São Paulo 
Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CAROLINA TERRA DE MORAES LUIZAGA; BEATRIZ CORDEIRO JARDIM; VICTOR WÜNSCH FILHO; JOSÉ ELUF NETO; GULNAR AZEVEDO E SILVA. Mudanças recentes nas tendências da mortalidade por câncer de colo do útero no Sudeste do Brasil. Revista de Saúde Pública, v. 57, . (21/11794-4)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.