Busca avançada
Ano de início
Entree

A construção da memória nos esportes e a história oral no Brasil: um estudo das coleções sonoras do Museu da Imagem e do Som em São Paulo e no Rio de Janeiro (anos 1960-1990)

Processo: 22/04786-8
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2022 - 31 de julho de 2024
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Bernardo Borges Buarque de Hollanda
Beneficiário:Bernardo Borges Buarque de Hollanda
Instituição Sede: Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC). Fundação Getúlio Vargas (FGV). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):22/14506-2 - A construção da memória nos esportes e a História Oral no Brasil: um estudo das coleções sonoras do Museu da Imagem e do Som em São Paulo e no Rio de Janeiro (Anos 1960-1990), BP.TT
Assunto(s):História social  Futebol  Esportes  História oral  Memórias  Acervo  Museus de história  Patrimônio cultural 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:acervos | Futebol no Brasil | história oral | Memórias | Museu da Imagem e do Som | História social do esporte

Resumo

O Projeto investiga a criação de acervos sobre futebol e esportes no Brasil pelos Museus da Imagem e do Som do Rio de Janeiro (MIS-RJ) e de São Paulo (MIS-SP). A iniciativa de dirigentes e apoiadores desses museus não só criou uma série específica de gravações de fitas k-7 em áudio - considerada uma tecnologia mecânico-sonora de ponta à época - como integrou o futebol a eixos temáticos artístico-culturais e histórico-sociológicos caros às duas instituições, que se voltaram à montagem de coleções memorialísticas nacionais. A realização de entrevistas com jogadores, técnicos, jornalistas esportivos, juízes e dirigentes por parte dos MISes carioca e paulista, embora sem critérios científicos reconhecidos pela Academia, ou com parâmetros incipientes que mais à frente norteariam a metodologia da História Oral no Brasil, permitiu o registro da memória e da trajetória de um conjunto de profissionais do futebol, com início nos anos 1960 e fim em meados da década de 1990. O objetivo desta pesquisa é apresentar o processo de constituição desses dois projetos durante a segunda metade do século XX, a fim de entender o papel de determinados agentes no reconhecimento do lugar do futebol no contexto dos respectivos museus. Com efeito, em meio a continuidades e descontinuidades, trata-se de analisar o conteúdo do material remanescente, hoje salvaguardado nesses equipamentos, bem como avaliar o impacto desse perfil de fundo arquivístico e a influência de séries dedicadas ao memorialismo futebolístico em outras instituições museológicas brasileiras, que se autonomizaram nas décadas seguintes, a exemplo do Museu do Futebol (2008) e do seu projeto de entrevistas, inspirado no exemplo do MIS: "Futebol, memória e patrimônio". (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)