Busca avançada
Ano de início
Entree

BEYOND: estabelecendo uma fábrica celular fúngica para produção de proteínas recombinantes

Processo: 22/05731-2
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de julho de 2023 - 30 de junho de 2028
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Bioquímica de Microorganismos
Pesquisador responsável:André Ricardo de Lima Damasio
Beneficiário:André Ricardo de Lima Damasio
Instituição Sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Pesquisadores principais:
Fábio Márcio Squina ; Rosana Goldbeck Coelho
Pesquisadores associados:Marcelo Ventura Rubio ; Sarita Candida Rabelo ; Uffe Hasbro Mortensen
Bolsa(s) vinculada(s):24/03892-4 - Estudos bioquímicos de PAZymes recombinantes produzidas por cepas engenheiradas de Aspergillus oryzae, BP.DD
24/02154-0 - Expressão de proteínas heterólogas para o cultivo de carne cultivada e produtos análogos do tipo plant-based, BP.DD
24/02283-4 - Apoio Técnico ao desenvolvimento de Enzimas Ativas em Plásticos (PAZymes), BP.TT
+ mais bolsas vinculadas 23/12398-0 - Prospecção em bancos de dados públicos, clonagem e produção de hidrofobinas recombinantes em a. oryzae, BP.IC
23/08832-7 - Engenharia e Caracterização de uma Poliesterase Aromática Degradadora de Plástico., BP.IC
23/12218-2 - Deleção multiplex de proteínas secretadas em Aspergillus oryzae: um secretoma mínimo, BP.PD
22/14112-4 - Desenvolvimento de uma coleção de enzimas termofílicas extremas ativas na conversão de plásticos pet, BP.DD
23/10777-4 - Apoio Técnico ao desenvolvimento de Enzimas Ativas em Plásticos (PAZymes), BP.TT - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Biologia de sistemas  Mono-oxigenases líticas de polissacarídeos  Proteínas recombinantes  Proteínas fúngicas  Proteína microbiana  Fungos filamentosos  Aspergillus oryzae 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Alternative Proteins | Aspergillus Oryzae | fungal cell factory | LPMOs | PAZymes | systems biology | Microbial cell factories

Resumo

Os fungos filamentosos são capazes de produzir e secretar uma variedade de enzimas. Fungos do gênero Aspergilus sp. e Trichoderma sp. são as principais células utilizadas para a produção industrial de enzimas. Aspergillus oryzae é reconhecido como GRAS (generally regarded as a safe organism) e tem a capacidade de secretar um alto título de proteínas. Portanto, A. oryzae tem sido usado como uma fábrica microbiana de baixo custo para a produção de proteínas recombinantes e tem potencial para ser engenheirada com o objetivo de otimizar a via e secreção de proteínas. O objetivo geral é estabelecer o fungo filamentoso A. oryzae como uma fábrica microbiana robusta e economicamente viável para a produção de proteínas recombinantes para diferentes aplicações. Para isso, queremos aproveitar o conceito de biologia sintética (aprender, projetar, construir e testar) combinando biologia de sistemas, engenharia genética de fungos, seleção de proteínas recombinantes com aplicações biotecnológicas, bioprocessos e análise técnico-econômica. Para isso, este projeto está dividido em cinco objetivos: (Objetivo 1) Indução da via secretora de A. oryzae utilizando resíduos agroindustriais; (Objetivo 2) Remoção de proteínas secretadas pelo hospedeiro por deleção multiplex de genes alvo; (Objetivo 3) Produção de proteínas recombinantes com aplicações biotecnológicas; (Objetivo 4) Avaliação da produtividade e função de proteínas recombinantes; e (Objetivo 5) Fermentação de cepas fúngicas e análise técnico-econômica. Propomos trabalhar com três grupos de proteínas: (1) monooxigenases líticas de polissacarídeos (LPMOs); (2) Enzimas ativas em plásticos (PAZymes); e (3) proteínas alternativas aplicadas à produção de carnes vegetais e cultivadas. Assumindo que o trabalho integrado de nossa equipe resultará em uma cepa de A. oryzae engenheirada e robusta produzindo altos títulos de diferentes proteínas recombinantes usando um resíduo agroindustrial como indutor, experimentos de transcriptoma, proteoma e metaboloma serão realizados para entender como as cepas recombinantes se adaptam à alta demanda pela via secretora. Esses dados serão usados para construir um genome-scale metabolic model (GEM) para A. oryzae, o que permitirá planejar novas mutações para melhoramento genético da cepa. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)