Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso abusivo e crônico de whey protein (proteína do soro) e risco desenvolvimento de cálculos urinários

Processo: 22/15034-7
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2023 - 31 de julho de 2025
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Oscar Eduardo Hidetoshi Fugita
Beneficiário:Oscar Eduardo Hidetoshi Fugita
Instituição Sede: Hospital Universitário (HU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesquisadores associados:João Luiz Amaro
Bolsa(s) vinculada(s):23/13747-9 - Uso abusivo e crônico de Whey Protein (Proteína do Soro) e risco desenvolvimento de cálculos urinários, BP.TT
Assunto(s):Urologia  Proteínas do soro do leite  Cálculos urinários  Nefrolitíase 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Cálculos urinários | Litíase renal | litiase urinária | Proteína do soro | urologia | whey protein | Urologia

Resumo

Os benefícios do uso da proteína do whey protein são conhecidos. A referência de ingesta diária de proteína na população adulta é de 0.8g/kg de peso corpóreo. Praticantes de atividade física necessitam de maior aporte proteico. O uso abusivo e crônico de suplementos proteicos por atletas e praticantes de atividade física pode levar a efeitos deletérios para os rins. Estudos em modelos animais e humanos mostraram alterações renais associadas ao consumo de dietas hiperproteicas, como a diminuição do pH urinário, hipocitratúria e hipercalcemia, que podem aumentar o risco de cálculos urinários. Um melhor entendimento dos efeitos do uso crônico de altas doses de Whey Protein no desenvolvimento de fatores de risco para cálculos urinários pode ter impacto na orientação dos usuários de Whey Protein, nos gastos dos sistemas de Saúde e no diagnóstico e tratamento desses pacientes. Infelizmente, não existem estudos publicados que forneçam estas informações. O objetivo deste projeto é comparar um grupo de pacientes que fazem uso de Whey Protein, em doses elevadas e por tempo prolongado, com um grupo de pacientes que não fazem uso de suplementos proteicos, e determinar a presença de alterações em exames de imagem, de sangue e de urina reconhecidas como fatores de risco para o desenvolvimento de cálculos urinários. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)