Busca avançada
Ano de início
Entree

Compostos fenólicos naturais como protótipos no planejamento de inibidores do vírus da Dengue

Processo: 23/01633-9
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2023 - 30 de junho de 2025
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacognosia
Convênio/Acordo: CNPq
Pesquisador responsável:Ian Castro-Gamboa
Beneficiário:Ian Castro-Gamboa
Instituição Sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:20/10958-0 - Estudo da diversidade química de Passifloras na Colômbia e no Brasil: uma abordagem metabolômica e potencial biológico de subprodutos agroindustriais, AP.R
Bolsa(s) vinculada(s):23/10328-5 - Compostos fenólicos naturais como protótipos no planejamento de inibidores do vírus da dengue, BP.JD
Assunto(s):Química farmacêutica  Compostos fenólicos  Flavonoides  Modificação molecular  Vírus da dengue  Dengue 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Compostos fenólicos | Dengue | flavonóides | modificação molecular | Química farmacêutica

Resumo

Dengue é uma doença infecciosa febril causada pelo vírus DENV, e tornou-se uma crise sanitária mundial. A transmissão de vírus DENV pelo vetor Aedes aegypit no Brasil provoca profundos impactos no sistema de saúde, onde vacinas e fármacos para estas doenças são inexistentes. Explorar mecanismos ou alvos-chave para a replicação do vírus DENV é uma abordagem essencial no desenvolvimento de novos fármacos antivirais. A infecção viral é marcada por um processo inflamatório em macrófagos e monócitos, os quais liberam citocinas pró-inflamatórias. A liberação de citocinas é um gatilho para os diversos sintomas da doença, como síndrome de extravasamento vascular, liderado por vazamento de plasma, febre, dor no corpo, dor de cabeça, dor nas articulações, dor retro-orbital, neuroinflamação e hemorragia. Os compostos fenólicos naturais são conhecidos por inibir a replicação do vírus da dengue. Além disso, estes compostos inibem a liberação de citocinas pró-inflamatórias por células infectadas. Por outro lado, os compostos fenólicos não apresentam propriedades físico-químicas adequadas, como Log P, que determina lipofilicidade e permeabilidade celular. No entanto, este projeto de pesquisa tem como objetivo usar uma biblioteca física de compostos fenólicos naturais obtidos de subprodutos da agroindústria, e aplicar a abordagem de modificação molecular. Esta abordagem propõe modificar a estrutura dos compostos através de rotas sintéticas para inserção de diferentes grupos químicos para direcionar melhorias de lipofilicidade e permeabilidade celular dos compostos fenólicos, bem como aumento de potência quanto a atividade antiviral contra DENV e inibição de citocinas pró-inflamatórias. Este projeto de pesquisa visa identificar novos compostos candidatos a fármacos antivirais promissores a inibição do vírus da dengue e seu processo inflamatório. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)