Busca avançada
Ano de início
Entree

Perfil global de expressão dos lncRNAs na próstata ventral de ratos submetidos à restrição proteica materna: uma abordagem DOHaD

Processo: 22/03990-0
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2023 - 31 de agosto de 2025
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Pesquisador responsável:Luis Antonio Justulin Junior
Beneficiário:Luis Antonio Justulin Junior
Instituição Sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Hecttor Sebastian Baptista ; Isabelle Tenori Ribeiro ; Luiz Marcos Frediani Portela ; Matheus Naia Fioretto ; Patrícia Villela e Silva ; Renato Mattos ; Sérgio Alexandre Alcantara dos Santos
Assunto(s):Reprodução  Epigenômica  RNA longo não codificante  Neoplasias  Próstata ventral  lncRNAs  Restrição proteica 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:câncer | DOHaD | epigenética | LncRNA | próstata ventral | Biologia da Reprodução

Resumo

O conceito da Origem Desenvolvimentista de Saúde e Doença (DOHaD) busca estabelecer correlações entre a exposição a condições adversas no início da vida e desenvolvimento de doenças na vida adulta. Estudos epidemiológicos e experimentais têm demonstrado que alguns tipos de cânceres podem ter origem no início da vida, incluindo o câncer de próstata (CaP). Apesar dos mecanismos envolvidos na origem desenvolvimentista do CaP não serem totalmente conhecidos, alterações de marcadores epigenéticos têm sido apontados como potenciais agentes envolvidos nesse processo. Os RNAs longos não-codificantes (lncRNAs) constituem uma classe de RNAs ainda pouco caracterizada, com potencial de participar da reprogramação epigenética impactando no desenvolvimento normal e fisiopatologia prostáticas. Assim, o objetivo desse trabalho será caracterizar o perfil global de expressão dos lncRNAs, assim como identificar suas redes de interações com miRNA/mRNA/proteínas na próstata ventral (PV) da prole de ratos Sprague Dawley submetidos à restrição proteica materna (RPM). Esses dados poderão ser correlacionados ao atraso no desenvolvimento e carcinogênese prostática, observados nas análises histológicas desses animais. Para isso, serão utilizados os dados de RNA-Seq (GSE180673), small non-coding RNAs (GSE180674) e o perfil proteômico (SANTOS et al, 2020), de animais submetidos à RPM (6% de proteínas x 17% do grupo controle) e que foram eutanasiados nos dias pós-natal (DPN) 21 e 540. A partir dos dados de RNA-Seq, serão identificados e caracterizados os lncRNas expressos na PV de ratos, assim como os lncRNA diferencialmente expressos (DE) em cada idade. Esses resultados serão comparados com os dados obtidos de pacientes com CaP. Também serão realizadas análises integrativas in silico para a predição de redes moleculares lncRNAs-miRNA/mRNA/proteínas desreguladas, pela RPM, na PV desses animais. Serão selecionados lncRNAs para validação na PV dos ratos nos diferentes grupos experimentais, por meio de RT-qPCR, e ainda serão realizados ensaios funcionais com inibição da expressão dos lncRNAs selecionados em células prostáticas (benignas e tumorais). Assim, esperamos identificar mecanismos epigenéticos relacionados à expressão de lncRNAs e suas redes de interação envolvidos nas alterações de desenvolvimento e carcinogênese prostática em ratos submetidos à RPM. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)