Busca avançada
Ano de início
Entree

Complexo granulítico de santa catarina,petrogenese e metalogênese das regiões de Barra Velha - Itajubá e Blumenau

Processo: 94/02710-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de janeiro de 1995 - 31 de dezembro de 1997
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Alfonso Schrank
Beneficiário:Alfonso Schrank
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Metalogênese 

Resumo

As regiões de Barra Velha - Itajubá e Blumenau estão inseridas no "Complexo Granulítico de Santa Catarina" (Hartmann et al. 1979) ou "Cráton de Luiz Alves" (Kaul 1979). Os tipos litológicos que predominam nessas regiões são granulitos básicos a ácidos e metaultramafitos. Os estudos realizados ao longo dos últimos anos demonstraram que o Complexo Granulítico de Santa Catarina (CGSC), sofreu vários episódios metamórficos e deformacionais. A temperatura do metamorfismo granulítico, estimada pelo geotermômetro de Wells, situou-se em torno de 800°C e a pressão variou de 5 a 7 Kbar. Os dados geocronológicos demonstram que dois eventos tectonometamórficos foram mais importantes na região. O mais antigo, em torno de 2.7 Ga, relativo ao ciclo Jequié, e o outro por volta de 2.0 Ga, relativo ao ciclo Transamazônico. Ainda, na região próxima a Pien, no estado do Paraná, foram encontradas idades de 650 Ma representativas do rejuvenescimento das rochas mais antigas, pelo ciclo Brasiliano. Esta proposta de pesquisa tem como objetivo principal caracterizar a evolução geológica das regiões de Barra Velha - Itajubá e Blumenau, com relação aos aspectos petrográficos, estruturais e geoquímicos, bem como a definição do provável modelo tectônico evolutivo e suas implicações metalogenéticas. (AU)