Busca avançada
Ano de início
Entree

Radiofrequência microablativa no tratamento de mulheres com bexiga hiperativa: ensaio clínico randomizado

Processo: 23/06165-3
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2023 - 31 de outubro de 2025
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Cássia Raquel Teatin Juliato
Beneficiário:Cássia Raquel Teatin Juliato
Instituição Sede: Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM). Hospital da Mulher Professor Doutor José Aristodemo Pinotti. Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Incontinência urinária  Radiofrequência  Ginecologia 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Bexiga hiperativa | Incontinência Urinária | Radiofrequencia | trofismo vaginal | Ginecologia

Resumo

Objetivo: Avaliar o efeito da RF sobre os sintomas urinários, vaginais e sexuais de mulheres combexiga hiperativa (BH). Metodologia: Serão avaliadas 140 mulheres no climatério (45-65 anos),com BH ou incontinência urinária de urgência, que não estejam em uso de tratamentomedicamentoso. Estas serão randomizadas e alocadas em 2 grupos de tratamento: 1. Grupo RFcom sessões mensais por 3 meses, 2. Grupo SHAM (aplicação do tratamento sem contato dasagulhas com a mucosa vaginal) com sessões mensais por 3 meses. Os sintomas urinários, vaginaise sexuais serão avaliados através de questionários específicos validados para língua portuguesa:International Consultation on Incontinence Questionnaire Short Form, Overactive Bladder eVaginal Symptoms. Será aplicado diário miccional para avaliação dos hábitos miccionais. Paraavaliação da função da musculatura do assoalho pélvico será realizada palpação digital. O trofismovaginal avaliado por meio da análise de citologia da parede vaginal e a avaliação da saúde vaginalpelo Vaginal Health Index. Os dados serão coletados em dois momentos: pré-tratamento e 30 diasapós o término do tratamento. As análises de comparação e correlação dos dados obtidos a partirdos testes estatísticos: Kolmogorov-Smirnov (normalidade da amostra), análises comparativasentre os grupos a Análises de Variância (distribuição normal) ou o teste de kruskal-Wallis(ausência de distribuição normal), para as análises correlacionais serão utilizados os testes dePearson ou Spearman, para variáveis categóricas os testes qui-quadrado ou pelo teste exato deFisher e para avaliação intragrupos o teste de Wilcoxon e teste t de Student (amostras pareadas).Também serão avaliados através do método de análise da variância para medidas repetidas(ANOVA) a fim de obter a estimação do efeito interação grupo versus tempo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)