Busca avançada
Ano de início
Entree

História de exumação da plataforma sulamericana a exemplo da região sudeste brasileira: termocronologia por traços de fissão e sistemáticas ar/ar e sm/nd

Processo: 00/03960-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de novembro de 2000 - 29 de fevereiro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Peter Christian Hackspacher
Beneficiário:Peter Christian Hackspacher
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro, SP, Brasil
Pesquisadores principais:Antonio Roberto Saad ; Iandara Alves Mendes ; Julio Cesar Hadler Neto
Bolsa(s) vinculada(s):08/01224-1 - Datação por Traços de Fissão substituindo-se o reator nuclear por um por um espectrômetro de massa, BP.IC
05/55673-3 - Análise termotectônica por traços de fissão em zircão na região das Serras da Mantiqueira e do mar, BP.IC
04/12818-9 - Análise morfométrica e morfoestrutural da bacia do ribeirão Bom Jesus, Alto Rio Pardo-SP/MG, BP.IC
+ mais bolsas vinculadas 04/00502-7 - Caracterização via microscópio de força atômica e modelagem teórica de traços de fissão atacados quimicamente no vidro vulcânico macusanita, BP.IC
04/00094-6 - Estudo da denudação e proveniência utilizando análise de traços de fissão em apatitas: uma aplicação na Bacia de Taubaté, BP.IC
03/11081-0 - Termotectônica e evolução tectono - estratigráfica do Arco de Ponta Grossa, borda leste da Bacia Sedimentar do Paraná, entre os alinhamentos de Guapiara e são jeronimo - curiuva, BP.MS
03/11052-0 - Termotectônica por traços de fissão em apatitas dos autos estruturais de pitanga, pau d'Alho e jibóia - centro do Estado de São Paulo, BP.MS
03/02528-0 - Estudo do efeito da composição química no annealing de traços de fissão a partir de conjuntos de dados de densidades superficiais e comprimentos de traços em seções basais e randômicas de apatitas, BP.DD
03/07574-0 - Termocronologia e história denudacional da Serra do Mar e implicações no controle deposicional da Bacia de Santos, BP.DR
02/13258-1 - Datação das serras da Mantiqueira e do Mar utilizando-se o método do traços de fissão aplicado ao epídoto, BP.DR
02/09283-0 - Caracterização da razão Th/U e terras raras em apatitas, zircão e epídoto nas porções paulistas das serras do mar e Mantiqueira: contribuição ao estudo evolutivo da Plataforma Sul-Americana através da termocronologia por traços de fissão, BP.PD
01/10988-6 - História da exumação da Plataforma sul-americana, o exemplo da região sudeste brasileira: cronologia dos eventos denudacionais para o período entre 1 Ma. ap. e o presente, pelo método da LOE (Luminescência Opticamente Estimulada) do quartzo e do feldspato, e análise dos isótopos cosmogênicos Be10/Al26, BP.PD
01/07937-0 - Estudo da evolução termotectônica da Plataforma Sulamericana no estado de São Paulo e Sul de Minas Gerais através de traços de fissão em apatita e zircão, BP.PD
01/04420-7 - História tectônica e exumação das serras da Bocaina e da Mantiqueira, sp/rj, BP.MS
01/02805-9 - Sistematização e aprimoramento da metodologia de traços de fissão e sua aplicação em apatita dentro do estudo termotectônico da Plataforma Sulamericana região sudeste brasileira, BP.PD
01/01141-0 - Termotectônica Fanerozóica através de traços de fissão em apatitas na região de Sorocaba, São Paulo, BP.IC
99/00358-3 - História da exumação da Plataforma sulamericana a exemplo da região sudeste brasileira: investigações pelos métodos geocronológicos Ar/Ar e U/Pb em minerais e Sm/Nd em rocha-total, BP.PD - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Geocronologia  Plataforma continental  Termocronologia  Gondwana 

Resumo

O projeto história de Exumação da Plataforma Sulamericana a exemplo da região sudeste brasileira: termocronologia por traços de fissão e sistemáticas ar/ar e sm/nd pretende, entre outros, reconstruir o processo de exumação de parte da Plataforma Sulamericana, na região sudeste do Brasil, entre o norte do estado de São Paulo e sul do estado de Minas Gerais. Serão considerados o intervalo dos últimos 250 milhões de anos, nos 10 km superiores da crosta terrestre. Esta história está associada a fragmentação do Continente Gondwana através de seus reflexos em áreas continentais e marinhas. Serão feitas reconstruções da história técnica, tectônica e geomorfológica. O sentido de transporte entre fontes e bacias recentes será determinado a partir da análise dos processos de soerguimento de áreas fonte e sedimentação correlata. Parâmetros como aquecimento, soerguimento/subsidência, tectônica e erosão de unidades precambrianas neste espaço de tempo serão alvo de estudos. Para o estudo da história térmica usaremos diferentes termocronômetros: ArP9Ar em micas (com temperatura de fechamento de ~300 oC); métodos de traços de fissão em zircão(com temperatura de fechamento de ~230 oC) e apatita (com temperatura de fechamento de ~120 oC). A análise de traços de fissão em epidoto será utilizada em amostras associadas com a tectônica rúptil e pode ajudar na interpretação das histórias térmicas. Para o estudo sobre fonte e sentido de transporte será utilizado a sistemática Sm/Nd em rochas fonte e depósitos sedimentares cronocorrelatos, sendo complementado com traços de fissão em apatita e zircão a partir do método do detetor externo. Trabalhos de campo fornecerão informações geológicas, tectônicas e geomorfológicas. Estes dados serão utilizados para analisar as amostras em grupos com semelhantes características geológicas. Os dados acima permitirão entender os efeitos da fragmentação do Continente Gondwana em sua margem sulamericana associado aos soerguimentos das serras do Mar, Mantiqueira e Canastra. Neste sentido seriam testados a evolução do relevo associado a abertura do Oceano Atlântico e a história recente do litoral Sudeste do Brasil. A importância econômica é dada através da compreensão de fenômenos relacionados com soerguimentos e deposição de sedimentos nas bacias adjacentes. Possivelmente, relacionados à formação de bacias costeiras (bacias de Santos e Campos), associadas a campos petrolíferos e interioranas (Bauru, sul de Minas e mais jovens) e/ou relacionadas a depósitos de diamante, ouro e jazidas hidrotermais. Os resultados obtidos podem ser importantes também na construção de represas, estradas e planejamento de cidades. Haverá desenvolvimento tecnológico, através da metodologia de traços de fissão em zircão e epidoto, possivelmente com patentamento, e implantação de rotina nas metodologias de termocronologia por traços de fissão em apatita e de geocronologia Ar/Ar e Sm/Nd. Teremos a formação de mão de obra especializada através de bacharéis, mestres e doutores, em diferentes temas ou de forma integrada, envolvendo técnicas variadas e complementares. Para realizar este projeto contarmos com uma equipe multidisciplinar onde participam especialistas das seguintes instituições: UNESP, UNICAMP, USP, UFMT, UnG, IPEN e IPT do Brasil, IGGI-Pisa e Univ. Pavia da Itália e IPEN/Lima do Peru. Esta equipe desenvolverá as pesquisas através do seu corpo docente, pós-doutorandos, pós-graduandos (mestrandos e doutorandos), graduandos (Iniciação Científica) e contará com o auxílio do seu corpo técnico. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio:
Échos d’une séparation 
Ecos da separação 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.